Flankers Aquáticos

AquáticosTudo azul (ou quase tudo) – assim pediram os consumidores nos anos 90, cansados dos perfumes opulentos e invasivos dos anos 80. A cor que simboliza pureza e naturalidade, mas também frieza e melancolia, atendia à busca por uma perfumaria minimalista e quase funcional. Uma das propostas da indústria foi lançar flankers aquáticos, que pertencem à família dos aromáticos ou florais frescos e se divide em ozônicos (remetem à água limpa e gasosa, levemente frutado) e marinhos (remetem à brisa oceânica e algas marinhas, levemente salgado). Os ozônicos são mais versáteis e abundantes que os marinhos, feitos para pessoas mais práticas e/ou delicadas que se identificam com perfumes frescos e discretos, não se incomodando com um aspecto mais sintético. Os marinhos são mais masculinos e tendem a serem mais picantes. Como o odor aquático não pode ser extraído da natureza, perfumistas tiveram de recorrer a sintéticos como calone para criar uma fantasia translúcida e ozônica, emulando assim a atmosfera de chuva, mar ou piscina. Os aquáticos costumam ter projeção e longevidade moderadas e, por isso, são quase sempre mal avaliados em sites especializados. Por outro lado, quem segue o estilo ignora avaliações e não os troca por nada.

(ordem cronológica por ano de lançamento)

FleursBleue1. Fleurs d’Ombre Bleue (Jean-Charles Brosseau, 1988). Esta precoce fragrância marinha surge como um flanker do clássico soapy Ombre Rose l’Original de Jean-Charles Brosseau. O acorde original de rosa, lírio-do-vale, jasmim e pêssego é preservado, enquanto as notas de saída passam a ser aquáticas e com nuances de flor de laranjeira e cravo. Para contrastar com o efeito refrescante, uma base oriental de mel, benjoim, labdanum, baunilha e musk conclui a composição. Único!

AquaQuorum2. Aqua Quorum (Antonio Puig, 1994). Com preço e histórico bastante atraentes, Aqua Quorum mantém o DNA musgoso da versão tradicional. A fragrância abre potente com um acorde aromático-floral de toranja, lavanda, gerânio e frésia, bem ao estilo old school. Na evolução, uma base de couro e âmbar emerge, além, é claro, da nota marcante de musgo de carvalho. O resultado é um tanto sintético e soapy, portanto com mais cara de senhor. De qualquer forma, vale a menção.

InsenseUltramarine3. Insensé Ultramarine (Givenchy, 1995). De longe um perfume comum, o flanker aquático de Insensé de Givenchy explora notas verdes, frutadas e atalcadas. Na saída, Insensé Ultramarine exala um aroma intensamente fresco de melão, cassis e gálbano. Aos poucos um acorde polvoroso e especiado de íris, magnólia, cravo e muguê se revela, rodeado de cardamomo, menta e sálvia. A base fica por conta de um acorde esfumaçado de cedro, vetiver e tabaco.  Uma fragrância digna.

VanilleMarine4. Vanille Marine (Molinard, 1998). A casa Molinard ousa ao apresentar uma fragrância com dois acordes diametralmente opostos: o marinho-herbáceo-floral (calone, ervas finas e lírio-do-vale) e o gourmand (âmbar, baunilha e caramelo). O resultado é um aroma marinho doce e picante, remetendo a caramelo salgado. Abrindo com uma aura translúcida, Vanille Marine vai se encorpando até atingir o ponto de bala toffee, mantendo tudo em equilíbrio. Ousado e imprevisível.

Oui5. Ô Oui (Lancôme, 1999). Quatro décadas depois do lançamento do icônico Ô de Lancôme, a casa lança uma versão menos folhosa e picante e mais frutada e translúcida. Com uma saída aromática de cítricos, petitgrain, flores aquáticas e vodca, Ô Oui segue para um coração delicioso e fresco de maçã verde, pera, abacaxi, frésia, madressilva, rosa e gardênia. A composição conclui com uma base de madeiras secas e musk.

DesireBlue6. Desire Blue (Dunhill, 2002). Com um frasco em forma de porta-bebida, Desire Blue é um perfume marinho com notas frutadas e balsâmicas. A composição tem um topo refrescante de bergamota, mandarina, lichia e flor de lótus, anunciando o centro de laranja, pau-rosa e notas marinhas. A base fica a cargo de um acorde de âmbar, fava tonka, benjoim e musk. Na secagem, Desire Blue é macio e levemente cremoso. Uma fragrância agradável para dias quentes de verão.

PoloBlue7. Polo Blue (Ralph Lauren, 2003). Mais dentro do clichê do gênero, Polo Blue ainda hoje faz sucesso com seu caráter aquático e musky sintéticoO perfume abre com um acorde de mandarina, pepino e melão, seguindo logo um caminho mais especiado e masculino de manjericão, sálvia e gerânio. Um coquetel de sintéticos perfaz uma base seca, macia e aveludada, servindo mais como uma textura do que como um aroma dominante. Polo Blue é simples, prático e inofensivo.

HerreraAqua8. Herrera Aqua (Carolina Herrera, 2004). Com uma saída parecida à de Herrera for Men, o pouco conhecido Herrera Aqua abre com cítricos, néroli, lavanda, gerânio, folha de figo, alecrim e bambu. Na evolução, Herrera Aqua se aquece e se solidifica com notas de pimenta e vetiver. A composição consegue agregar um toque sensual por meio de uma base oriental de âmbar, fava tonka e musk, sem perder seu frescor verde e arejado. Vale a pena ir atrás.

Aqva9. Aqva pour Homme (Bvlgari, 2005). A casa Bvlgari adotou as algas marinhas para a sua fragrância marinha, privilegiando o aroma verde escuro e deixando um âmbar mineral e notas amadeiradas como impressões de fundo. Aqva pour Homme abre cítrico (laranja e mandarina) e aromático (sálvia e petitgrain), evoluindo para um coração de lavanda, algas marinhas e flor de algodão. Com uma base de cedro, o perfume segura sua atmosfera fresca e transparente com boa longevidade.

LaurenBlue10. Ralph Lauren Blue (Ralph Lauren, 2005). A grife Ralph Lauren oferece uma opção aquática para as mulheres com esta composição floral à base de toranja, melão, flor de Lótus, verbena, musk e vetiver. O perfume tem uma saída fresca e luminosa de flores brancas leves, revelando em seguida um coração picante e cremoso de rosa, tuberosa, musgo de carvalho e manjericão. No dry-down, uma atmosfera aveludada e delicada é formada por notas de vetiver, camurça, sândalo e musk.

OmniaCrystalline11. Omnia Crystalline (Bvlgari, 2005). Dentre toda a ninhada produzida pelo best-seller Omnia, este é o que mais se destaca. Longe da pungência do original, Omnia Crystalline é uma delicada fragrância floral e aquática, inspirada em ingredientes asiáticos translúcidos como bambu, flor de Lótus e a fruta exótica nashi (um tipo de pera). A composição integra tais notas com um acorde sintético de musks, calone e madeira incensada. Omnia Crystalline é um perfume leve, brilhante e aconchegante.

Island12. Island (Michael Kors, 2005). Inspirada na Lagoa Azul, esta fragrância apresenta uma proposta relaxante e sofisticada para mulheres modernas e naturalistas. Inicialmente, a composição emula o efeito revigorante de banho de cachoeira com notas de maçã, gengibre, madressilva, tulipa, rosa e lírio-do-vale. Em seguida, um acorde de arroz, sândalo e couro completa o perfume com um aspecto caribenho com todo seu lado ao mesmo tempo etéreo e sexy.

BaldessariniDelMar13. Baldessarini Del Mar (Baldessarini, 2005). Este flanker da marca mais madura de Hugo Boss apresenta uma proposta marítima feita para gentlemen. Baldessarini Del Mar é um amadeirado especiado e aquático que cruza frescor com elegância. Partindo de um topo cítrico e picante, a fragrância revela notas especiadas e esfumaçadas de cardamomo, canela e cedro, com um fundo de algas marinhas. A base de vetiver, âmbar e patchouli ajuda a formar a atmosfera refrescante e ligeiramente salina.

Cadaques14. Sea & Sun in Cadaqués (Salvador Dalí, 2006). Quinze anos depois do sucesso de Laguna, a grife Salvador Dalí oferece uma fragrância um pouco menos frutada e mais suave. Para produzir o efeito tranquilizante e revitalizante da cidade mediterrânea de Cadaqués na Catalunha, Sea & Sun in Cadaqués reúne notas como flor de Lótus, lírio aquático, frésia, kumquat e cassis, além de sintéticos aquáticos e musk. Único e agradável se você não esperar grande longevidade.

MissoniAcqua15. Missoni Acqua (Missoni, 2007). Flanker do inovador Missoni, Missoni Acqua troca as notas de âmbar e chocolate amargo por acordes de cítricos (bergamota e toranja) e florais frescos (frésia, narciso, lírio-do-vale, gardênia, íris e violeta), além de uma pronunciada nota translúcida de melão. Missoni Acqua consegue se manter limpo e efervescente por muitas horas, tornando-se uma das melhores opções aqua para mulheres. Perfeitamente compartilhável.

SilverShadowAltitude16. Silver Shadow Altitude (Davidoff, 2007). Este amadeirado aquático é uma ótima alternativa para quem busca uma fragrância boa e barata. Silver Shadow Altitude abre com uma explosão de toranja, alcarávia e zimbro, formando um aspecto agridoce, picante e adstringente. Aldeídos e notas aquáticas formam uma aura metálica, ajudando a composição a permanecer limpa e fresca. Na evolução, Silver Shadow Altitude desenvolve um acorde meio picante, meio vegetal de cardamomo e aipo, concluindo com um rastro seco de incenso, cashmeran e musk.

GiorgioBlue17. Giorgio Blue (Giorgio Beverly Hills, 2008). Um tesouro do passado, Giorgio Blue ainda é vendido nos Estados Unidos. O grande diferencial desta fragrância é justamente manter a potência do original. Giorgio Blue abre fresco e suculento com mandarina, jacinto e goiaba, antes de trazer à tona seu acorde central de jasmim, lírio aquático e tuberosa. A vibe aqui é fresca, delicada e limpa, remetendo a flores dispersas num lago. Na base, musgo de carvalho, madeira molhada, baunilha e musk finalizam a atmosfera aquática.

AqvaMarine18. Aqva pour Homme Marine (Bvlgari, 2008). Mantendo o mesmo DNA do original, este flanker concentra-se mais nos tons oceânicos, dando mais ênfase às notas de algas marinhas e sal. A saída cítrica e aromática rapidamente se desfaz, deixando a composição com um odor marinho e picante. Em Aqva pour Homme Marine, a base rica em musks propicia uma sensação macia como a brisa do mar roçando na pele. Apesar de seu aspecto inofensivo, recomenda-se um teste antes de comprar.

RalphWild19. Ralph Wild (Ralph Lauren, 2008). Oito anos depois da introdução do translúcido Ralph, a grife americana oferece agora uma versão mais intensa e adocicada. Assim, Ralph Wild recebe um topo frutado e aquoso de morango e melancia, um centro floral e delicado de rosa, jasmim e flor de cerejeira, e uma base seca e macia de sândalo e musk. Ralph Wild equilibra bem o doce e o refrescante.

GreenJade20. Omnia Green Jade (Bvlgari, 2009). A coleção de flankers de Omnia ganha mais um representante com este floral aquático feito com notas de pistache. Para representar a fertilidade das mulheres mais jovens, Omnia Green Jade carrega notas revitalizantes de mandarina verde, água da fonte, peônia, flor de pera e jasmim. Na base, um acorde de pistache, madeiras secas e musk confere um toque de sedução e conforto. Delicado e informal.

TousH2O21. Tous H2O (Tous, 2009). Pouco conhecida no Brasil, a grife espanhola de joias Tous lançou em 2009 este luxuoso floral aquático. A diferença entre Tous H2O e os demais é o seu grande foco floral, especialmente na rosa. O perfume tem uma saída fresca e aromática de limão siciliano e lavanda, minutos depois desabrochando um buquê de rosa e jasmim. Sintéticos permeiam a composição com nuances úmidas e limpas. No dry-down, Tous H2O se aquece e adoça levemente com sua base de cedro, sândalo e âmbar.

HeWoodOceanWetWood22. He Wood Ocean Wet Wood (DSquared², 2010). O acorde violeta-cedro-musk do original é aqui trabalhado com notas marinhas. He Wood Ocean Wet Wood se destaca com artemísia como nota de saída, propiciando uma aura verde e picante. Mais adiante, folha de violeta contribui com seu odor metálico e ozônico, enquanto a nota flor de violeta incorpora maciez e suavidade. A fragrância conclui com uma base bem masculina de vetiver, cedro, patchouli, âmbar e fava tonka.

AquaFahrenheit23. Aqua Fahrenheit (Dior, 2011). Acha o Fahrenheit tradicional forte e enjoativo? Seu aroma oleoso lhe causa náuseas? Prove Aqua Fahrenheit. Aqui o DNA de Fahrenheit é preservado, porém atenuado com refrescantes notas de menta, toranja, manjericão e violeta (a flor leve e atalcada em vez da folha amarga e metálica). A base ambarada é substituída por um acorde seco e aveludado de vetiver e aveludado. Aqua Fahrenheit é um dos melhores flankers aqua já criados.

EternityAqua24. Eternity Aqua (Calvin Klein, 2012). Quinze anos depois do absoluto sucesso do cristalino e puritano Eternity feminino, Calvin Klein lança sua versão aqua com notas ainda mais leves e suaves. Na saída, notas de pepino, damasco, maçã e peônia iluminam a composição, seguidas de um buquê floral branco de magnólia, gardênia, jasmim e tiaré. Eternity Aqua mantém a base assinatura da casa, ou seja, uma combinação de madeiras secas e musk.

AcquaCavalli25. Acqua Cavalli (Roberto Cavalli, 2012). Com um belo frasco turquesa, Acqua Cavalli explora o gênero floral aquático com notas cítricas, flores frescas brancas e musk. Basicamente, Acqua Cavalli se resume a um acorde jasmim-muguê com traços de limão siciliano, musk e notas aquáticas. Feita para homens e mulheres que abraçam uma atmosfera refrescante e sintética sem preconceitos, esta fragrância cumpre com sua missão de reproduzir o efeito de banho de piscina.

LightBlueStromboli26. Light Blue pour Homme Living Stromboli (Dolce & Gabbana, 2012). Com um nome esquisito (Stromboli é um vulcão no Mediterrâneo) e mais interessante que o Light Blue pour Homme tradicional, este flanker parte para um caminho aquático. Preservando o rico acorde cítrico, Light Blue pour Homme Living Stromboli troca especiarias e incenso por pimenta rosa e gerânio. A base de patchouli, vetiver e musk ajuda a composição a se manter seca e aromática.

SeductiveBlue27. Seductive Homme Blue (Guess, 2012). Enquanto o Seductive Homme original foi construído em torno do acorde fantasia de orquídea e pimenta rosa, este flanker mantém a saída cítrica e especiada (cardamomo e pimenta) e a base de madeira seca (cashmeran). Seductive Homme Blue é uma fragrância refrescante e arejada que não abre mão do sensual. O odor marinho domina a composição, acompanhado de um tom floral vibrante de gerânio e nuances de musgo de carvalho.

FanDiFendiAqua28. Fan di Fendi pour Homme Acqua (Fendi, 2013). A casa Fendi se inspirou na costa italiana para lançar a versão marinha de Fan di Fendi pour Homme. Com uma saída aromática de bergamota, limão siciliano e lavanda, Fan di Fendi pour Homme Acqua adentra um coração especiado de sálvia, manjericão, cardamomo e pimenta rosa. A assinatura de couro da casa fica registrada na base, que também contém um acorde seco e macio de cedro e musk. Fresco e sofisticado.

AcquaEssenziale29. Acqua Essenziale (Salvatore Ferragamo, 2013). O perfumista Alberto Morillas mais uma vez surpreende no gênero aquático, cada vez mais fora de moda no ponto de vista translúcido, porém também uma tendência pelo ângulo salino. Com uma saída de folha de limoeiro e menta, Acqua Essenziale logo parte para um centro fresco e revigorante de gerânio, lavanda, zimbro e algas marinhas. Na secagem, O perfume mostra um acorde mais encorpado, úmido e terroso de patchouli, vetiver, labdanum e musk.

AngelAquaChic30. Angel Aqua Chic (Thierry Mugler, 2013). Apoiando-se em três criações originais (Angel, Alien e Womanity), Thierry Mugler praticamente vive de reciclar seus best-sellers. Uma das mais recentes empreitadas foi a série Aqua Chic. A variável de Angel mantém o DNA de baunilha, pimenta rosa e patchouli, agregando notas de limão siciliano e centáurea-azul, além de diversos sintético aquáticos. Ótima alternativa efervescente para os fãs de Angel, perfeito para dias de calor intenso.

AlienAquaChic31. Alien Aqua Chic (Thierry Mugler, 2013). A característica base de cashmeran e âmbar de Alien é preservada neste flanker aqua, enquanto o forte acorde de flor de laranjeira e jasmim do original é substituído por um acorde floral fresco de verbena, frésia e gengibre. Alien Aqua Chic não chega a superar a versão tradicional, mas é uma boa opção para mulheres que buscam um aquático mais amadeirado, já que esse gênero sofre de uma escassez de opções femininas.

WomanityAquaChic32. Womanity Aqua Chic (Thierry Mugler, 2013). O espírito corpulento e excêntrico de Womanity é transposto para sua versão aqua. As notas lactônicas e umamis de figo e caviar, respectivamente, são preteridas a favor de notas frutadas e picantes de frutas vermelhas, mandarina, cassis e especiarias (especialmente coentro e seu odor de suor). Dentro da linha Aqua de Thierry Mugler, este é certamente o mais distante da versão tradicional, bem menos controverso e polarizante.

ForeverSailing33. Forever Sailing (Moschino, 2013). Se Forever de Moschino é uma fragrância pouco conhecida, o flanker aqua é menos ainda. A versão Sailing explora mais o frescor, atenuando notas de madeiras cremosas, resinas doces e especiarias quentes. Em seu lugar, a composição emprega notas de limão siciliano, toranja, menta, zimbro e lavanda. Para manter o perfume seco, leve e macio, Forever Sailing conta com uma base de patchouli, madeiras secas e musk.

VeryIrrésistibleCroisière34. Very Irrésistible Édition Croisière (Givenchy, 2013). O popular floral frutado agora vira floral aquático com um frasco azul. Com total inspiração no mar Mediterrâneo com seu mar azul num dia de verão com brisas frescas, o perfume abre com um aspecto fresco e salino de bergamota, magnólia e notas marinhas. A evolução mostra um rico e suculento buquê de jasmim-manga, rosa, peônia e gardênia. Very Irrésistible Édition Croisière finaliza com musk e uma nota de madeira molhada. Casual e sofisticado.

BentleyAzure35. Bentley for Men Azure (Bentley, 2014). Como sempre, Bentley procura trazer algo de inovador em suas fragrâncias, e Bentley for Men Azure incorpora notas de folha de violeta (de onde sai o odor aquático), abacaxi e pimentão. O perfume começa com um acorde frutado e metálico de tangerina, bergamota, abacaxi e folha de violeta, enquanto sua evolução é basicamente herbácea e levemente especiado com chá, pimentão, lavanda e sálvia. Esse arranjo de notas se prova fresco e eficiente, sucedido por uma base sedosa e confortável de fava tonka, cashmeran e ambroxan.

AqvaAmara36. Aqva Amara (Bvlgari, 2014). Literalmente “água amarga”, Aqva Amara recicla o famoso Aqva de Bvlgari, tornando-o menos funcional e mais interessante. Em vez de uma atmosfera marinha de algas, sálvia e lavanda, esta fragrância adentra uma vibe mais aquática com incenso e patchouli em sua base. A combinação de olíbano, néroli e notas aquáticas produz um efeito translúcido e mineral que remete a clínicas de relaxamento ou clubes e spas exclusivos. 

BalenciagaMer37. Balenciaga l’Édition Mer (Balenciaga, 2015). A casa Balenciaga se empenhou para criar um perfume marinho luxuoso. Para tanto, Balenciaga l’Édition Mer tem uma saída cintilante e refrescante composta de yuzu e shiso, antes de mostrar um coração brilhante de lírio-do-vale. Com uma atmosfera verde e relaxante que remete a spas japoneses, a fragrância conclui com uma base de madeiras secas e um acorde fantasia de areia e conchas.

AqvaDivina38. Aqva Divina (Bvlgari, 2015). Aqva Divina é a primeira fragrância marinha de Bvlgari feita para mulheres. Inspirada na obra “Nascimento de Vênus” de Botticelli, a composição é ao mesmo tempo arejada e sensual. Na saída, Aqva Divina exala um aroma cítrico e especiado de bergamota e gengibre, com um toque de sal. Notas de marmelo e magnólia formam um acorde floral frutado no coração, enquanto âmbar e cera de abelha funcionam como base. Refinado e compartilhável.

InsenséUltramarineBlueEnergy39. Insensé Ultramarine Blue Energy (Givenchy, 2015). O famoso perfume aquoso e frutado de Givenchy ganha um flanker mais verde e refrescante. Mantendo quase toda composição original, Insensé Ultramarine Blue Energy abre com um efervescente acorde de bergamota, abacaxi e melancia, seguindo diretamente para um centro quente e gelado de menta, pimenta rosa e cardamomo. Nesse ponto, nota-se a ausência das notas florais de cravo, lírio-do-vale e íris da versão tradicional. O perfume conclui com a mesma base seca e amadeirada de vetiver, tabaco, sândalo e cedro.

IsseyOceanic40. L’Eau d’Issey pour Homme Oceanic Expedition (Issey Miyake, 2015). O maior best-seller de Issey Miyake recebe uma nota interpretação, desta vez menos floral e especiada, mais oceânica e cítrica. Com uma potente nota inicial de toranja, L’Eau d’Issey pour Homme Oceanic Expedition abre mais ácido e vívido que o original, seguindo com um acorde central de néroli, petitgrain, gengibre e algas marinhas. Em vez de uma base complexa de âmbar, tabaco e madeiras nobres, o flanker conta apenas com a maciez e transparência do musk.

SunsetSalina41. Light Blue Sunset in Salina (Dolce & Gabbana, 2015). Dolce & Gabbana revisita seu maior sucesso comercial com ênfase na nota aquosa e metálica de folha de violeta. Sem frutas, Light Blue Sunset in Salina tem uma saída verde e natural, em seguida desabrochando um buquê cintilante de madressilva, flor de laranjeira e jasmim. A base sedosa e incensada de ambroxan e Iso E Super, assinatura da versão tradicional, é mantida intacta. Mais dinâmico e energizante que o original.

BlueLand 42. Blue Land (Trussardi, 2015). Três anos depois de introduzir My Land, um fougère à base de couro, a grife italiana prepara esta variante aquática. Blue Land segue a estrutura básica de cítricos no topo, lavanda no centro e vetiver/couro no fundo do original. A diferença está na inclusão da nota marinha, além de um acorde refrescante de maçã verde e gengibre. Um perfume distinto e agradável.

MauboussinPourLui43. Mauboussin pour Lui Time Out (Mauboussin, 2015). Oferecida na concentração eau de parfum, a versão aquática de Mauboussin pour Lui busca compor uma atmosfera de férias e relaxamento. O perfume abre adstringente com limão siciliano, cassis e noz moscada, anunciando um centro marinho com notas aromáticas de lavanda e sálvia. A secagem fica a cargo de um fundo seco e áspero de patchouli, gaiaco e labdanum, remetendo a areia quente.

InvictusAqua44. Invictus Aqua (Paco Rabanne, 2016). Capitalizando em cima do sucesso de Invictus, introduzido em 2013, Paco Rabanne oferece uma versão mais leve sem perder o caráter marinho do original. Para produzir um efeito aquático mais evidente e lúdico, esta versão teve seus acordes cítricos e ambarados minimizados. A nota de violeta enfatiza o caráter aquoso e ozônico, tornando a composição mais fresca e limpa – o que para muitos pode ser considerado como “aguada” e totalmente dispensável.

OlympéaAqua45. Olympéa Aqua (Paco Rabanne, 2016). O lançamento de Olympéa dividiu opiniões, já que a fragrância tem uma proposta aquática levemente salina porém com acordes que beiram o gourmand. Para agradar ao público que prefere os verdadeiros florais aquáticos, sem notas doces, Paco Rabanne lança este flanker mais luminoso e refrescante. Desta forma, Olympéa Aqua de fato resulta num perfume mais limpo e brilhante que, se por um lado tem mais chances de conquistar usuários, por outro se torna mais comum.

Veja também:

Diversos

Intensos

Sensuais

Elixires

Florais

Madeiras/Couro

Oud

Frescos

Sport

Summer

Ed. Limitada

3 pensamentos sobre “Flankers Aquáticos

      • Surpreendente! Com tantos perfumes fora do radar, seu top 5 possui perfumes bem conhecidos! Obrigado pela resposta vou procurar conhecer Insensé Ultramarine.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s