Glossário de Perfumês

Este glossário reúne os termos do “perfumês” mais frequentemente mencionados neste livro e está dividido em quatro partes: conceitos básicos, aspectos e/ou características, notas e/ou matérias-primas e termos em francês. Refira-se sempre a esta seção quando quiser tirar dúvidas sobre algum termo desconhecido.

3bed40f2d1c344f5b231605191e714c02

 

 

 

Absoluto – matéria-prima obtida por meio de solvente, tipicamente extraída de flores.

Acorde – combinação de duas ou mais notas que perdem sua identidade individual para criar uma identidade olfativa totalmente nova e única.

Anosmia – inabilidade de sentir odores, temporária ou permanentemente, geral ou específica.

Aromático – na perfumaria é o adjetivo usado para descrever fragrâncias com odor fresco, verde e agradável que remetem à natureza.

Bálsamo – resina aromática secretada por árvores, por exemplo incenso.

Chipre – acorde criado com notas de bergamota, labdanum e musgo de carvalho e/ou patchouli.

Compartilhável – adjetivo usado para descrever um perfume que pode ser usado por homens ou mulheres; unissex.

Connoisseur – pessoa que tem grande grau de conhecimento em determinado assunto, no caso a perfumaria.

Descontinuado – adjetivo usado para descrever uma fragrância que parou de ser fabricada.

Designer – na perfumaria refere-se a criações de marcas de roupas, joias e acessórios em que, geralmente, a fragrância não é o produto principal da marca.

Dry-down – período em que o perfume está secando na pele, dominado por notas de fundo; secagem.

Eau de cologne (EDC) – solução alcoólica de perfume com menos de 5% de concentração.

Eau de toilette (EDT) – solução alcoólica de perfume com 5-10% de concentração.

Eau de parfum (EDP) – solução alcoólica de perfume com 10-15% de concentração.

Extrato (ou parfum) – solução alcoólica de perfume com 15-25% de concentração.

Fixação – capacidade de um perfume de permanecer ativo na pele.

Flanker – derivação de um perfume que aproveita o sucesso de um best-seller, podendo manter a identidade ou não da fragrância, podendo ser temporário ou permanente.

Fougère – samambaia em francês; acorde criado com notas de lavanda, cumarina e musgo de carvalho geralmente acompanhadas de notas cítricas e/ou mentoladas.

Guerlinade – acorde DNA da casa Guerlain; consiste de notas de bergamota, jasmim, rosa, flor de laranjeira, íris, fava tonka e baunilha.

Hype – atenção exagerada dada a algo.

IFRA – Associação Internacional de Fragrâncias; órgão regulador da indústria da perfumaria em escala global.

Maceração – processo através do qual componentes químicos são mantidos em ambiente estável para que interajam entre si; a maceração é parte fundamental na criação de um perfume – neste período ocorrem várias reações em nível molecular que alteram o resultado final.

Nicho – segmento da perfumaria geralmente composto por pequenas casas de fragrâncias sob o nome de um perfumista que coordena e controla todo o processo, desde a criação à distribuição.

Nota – menor unidade de odor, podendo geralmente ser uma flor, uma fruta, uma erva, uma madeira, uma resina ou uma especiaria.

Notas de cabeça (ou de saída) – a primeira fase na evolução de uma fragrância depois de aplicada sobre a pele; são as notas mais voláteis da composição (geralmente cítricas e/ou herbáceas).

Notas de coração (ou de corpo) – a segunda fase na evolução de uma fragrância depois de passada a fase inicial de evaporação; correspondem ao verdadeiro caráter da composição.

Notas de fundo (ou de base) – a terceira e última fase na evolução de uma fragrância depois de diversas horas de interação com a pele; são as notas menos voláteis da composição (geralmente amadeiradas e/ou ambaradas).

Layering – termo inglês (layer significa camada) usado para descrever o uso simultâneo de uma ou mais fragrâncias.

Pirâmide olfativa – estrutura de um perfume que organiza as notas de cabeça, corpo e fundo em três fases.

Projeção – capacidade de um perfume de exalar.

Secagem – sinônimo de dry-down.

Silagem – rastro deixado por um perfume.

Storytelling – termo inglês sinônimo de narrativa; técnica de promoção que busca a conexão emocional com potenciais consumidores através do compartilhamento de valores, aspirações e fantasias.

Vibe – termo em inglês sinônimo de aspecto.

Vintage – adjetivo usado para descrever uma fragrância com mais de vinte anos, mas na prática usada para descrever uma versão anterior à reformulação.

EH0860_Color-Palette

 

Adstringente – característica do odor que irrita e/ou contrai a mucosa nasal.

Aldeídico – rico em aldeídos e com aspecto soapy (saponáceo), limpo e sofisticado.

Almiscarado – rico em almíscares sintéticos (musks) e com aspecto suave e aconchegante similar ao de amaciante de roupas.

Ambarado – que remete ao acorde âmbar; de odor quente, encorpado, amadeirado e levemente doce.

Animálico – rico em notas animálicas como civet, castoreum, âmbar gris e indol, que isoladas têm aspecto fétido e desagradável.

Aquático – aspecto criado por moléculas sintéticas para reproduzir o aspecto fresco, aquoso e translúcido de mar ou piscina.

Atalcado – quase sinônimo de polvoroso, porém tipicamente rementendo a íris, violeta e lavanda (ingredientes muito usados em talcos).

Balsâmico – característica de fragrâncias à base de resinas vegetais tais como bálsamo tolu e com aspecto quente, encorpado, amadeirado e defumado.

Boozy – com cheiro de bebida alcoólica.

Canforado – aspecto fresco, limpo e gelado produzido por notas como eucalipto, alecrim e outras notas herbáceas.

Cremoso – aspecto que remete a leite denso e levemente adocicado, produzido por notas como sândalo ou tuberosa.

Defumado – característica de perfumes que remetem a odor queimado, produzido por notas como incenso ou couro.

Esfumaçado – característica de perfumes que remetem a odor nebuloso, produzido por notas como vetiver ou musk.

Especiado – que remete a especiarias; picante.

Funcional – característica de fragrâncias que lembram o odor de produtos de limpeza (como amaciante de roupas e desinfetante) ou de higiene pessoal (como pasta de dente e xampu).

Gourmand – fragrância com aroma de guloseimas tais como chocolate, algodão-doce e confeitos em geral.

Herbáceo – aspecto natural folhoso, seco e marcante que remete a ervas como manjericão e sálvia.

Lactônico – rico em lactones (moléculas presentes no leite e no pêssego) e com aspecto frutado-cremoso.

Licoroso – que remete ao aroma de licor; denso, doce e cremoso.

Medicinal – que remete ao aroma de remédios; denso, amargo e narcótico.

Metálico – aspecto sintético, brilhante e incisivo que remete a sangue (rico em ferro) ou outros componentes químicos como alumínio, platina e mercúrio.

Narcótico – característica do odor que anestesia ou inebria o olfato.

Resinoso – rico em notas de resinas vegetais tais como labdanum e estoraque e com aspecto quente, encorpado, amadeirado e levemente doce.

Ozônico – quase sinônimo de aquático, porém sem a faceta salina (marinha).

Polvoroso – que remete a talco ou maquiagem; aspecto “fofo” geralmente criado por notas de íris e/ou baunilha.

Musgoso – aspecto herbáceo, terroso e úmido que remete a musgos e líquens.

Pinhoso – aspecto canforado e amadeirado que remete a agulhas de pinho.

Soapy – característica de fragrâncias que remetem a sabonete (tipicamente ricas em aldeídos); saponáceo.

Verde – que remete a plantas, vegetais e ervas com aroma terroso, seco e fresco.

Notes2

 

Acácia – flor de aspecto melífluo e plástico que remete ao odor de pólen com mel; também conhecida como mimosa.

Açafrão – nota especiada obtida a partir do estigma da flor de açafrão e com aroma levemente especiado e melífluo, entre feno e tabaco; usada para produzir a nota fantasia de couro.

Alcaçuz – raiz aromática com aspecto agridoce e canforado devido à grande quantidade de anetol (principal componente do anis).

Almíscar – originalmente extraído do veado almiscareiro himalaio e com odor similar ao da pele de um bebê; atualmente é substituído por moléculas sintéticas para criar um aspecto de maciez e limpeza.

Âmbar – acorde de componentes sintéticos e naturais construído ao redor de labdanum, benjoim e baunilha; tem odor quente, encorpado e amadeirado.

Âmbar gris – secreção estomacal expelida pela cachalote devido à má digestão de crustáceos (principalmente lula); comumente encontrada na forma sintética devido à demora em encontrá-lo na praia depois de anos boiando no mar e sendo curado pelo sol; tem um odor quente, radiante, macio, marinho e levemente fecal.

Benjoim – resina aromática extraída da árvore estoraque com odor rico, quente e levemente doce e amanteigado.

Bergamota – fruta cítrica não-comestível (embora em algumas regiões do Brasil seja sinônimo de mexerica) de odor fresco e levemente doce; usada para compor fragrâncias cítricas e chipres ou para dar brilho às composições em geral.

Calêndula – flor de odor herbáceo e terroso com nuances de feno e mel.

Calone – molécula sintética produzida para criar a ilusão de brisa marinha.

Cassis – nota que pode ser trabalhada como frutada (doce e suculenta) ou verde (seca e fresca).

Castoreum – secreção do castor canadense com um odor oleoso entre couro e azeitona, parecido com o odor do couro cabeludo.

Cíclame – flor de odor similar a rosa, porém mais fresca.

Civet – secreção de um felino selvagem africano com um odor forte e desagradável que lembra fezes de cavalo; é usado em minúsculas quantidades para dar um aspecto mais natural e orgânico a fragrâncias tipicamente florais.

Cumarina – componente extraído da fava tonka que tem um odor entre de baunilha e amêndoas; combinado com lavanda produz o acorde fougère.

Estoraque – resina aromática de odor similar a benjoim, porém menos doce e mais picante.

Fava tonka – semente da Dipteryx odorata, planta originária do norte da América do Sul, com odor de baunilha, aspecto amendoado e levemente especiado.

Flor de laranjeira – flor da árvore de laranja amarga cujo odor é cítrico e floral, entre laranja e jasmim.

Flor de Lótus – nota fantasia com aspecto fresco, aquoso e etéreo.

Frésia – nota fantasia criada para produzir um aroma verde e fresco, levemente picante e que ligeiramente remete a morangos.

Gálbano – planta cuja goma é destilada para a obtenção de uma nota seca e terrosa que remete ao aroma de cenoura e talo de alface; usada para produzir um efeito verde e fresco.

Gardênia – flor com odor inebriante e fresco, muito popular nos perfumes mais modernos como alternativa ao jasmim.

Gerânio – flor com aroma similar ao da rosa (que contém grande quantidade de geraniol em sua estrutura), porém com aspecto mais verde e mentolado.

Hedione – molécula sintetizada a partir do jasmim para produzir um aroma luminoso e fresco.

Heliotrópio – flor de odor polvoroso que remete a baunilha e amêndoas; pode ser usada como substituto da lavanda para compor o acorde fougère.

Immortelle – nota caramelizada com nuances de feno, curry e amêndoas tostadas.

Indol – molécula presente em flores brancas como tuberosa e jasmim; seu odor isolado é fétido e marcante, com traços animálicos.

Íris – flor de aspecto verde e polvoroso levemente doce e amadeirada que remete a talco e maquiagem; sua nota é obtida da raiz (orris) através de extração por CO2; é a matéria-prima mais cara da perfumaria.

Jacinto – flor de odor intoxicante e marcantemente verde.

Jasmim – flor branca com odor narcótico, doce, plástico e levemente animálico, podendo ter aspecto mais verde e arejado na forma sintética.

Labdanum – resina aromática extraída do arbusto esteva com odor amadeirado e quente; componente do acorde chipre clássico.

Lavanda – flor que produz uma nota aromática de tom fresco e levemente amendoado muito comum em fragrâncias masculinas; juntamente com a cumarina e o musgo de carvalho compõe o acorde fougère clássico; sinônimo de alfazema.

Lilás – flor com aroma leve, fresco e macio de aspecto atalcado, similar a íris e violeta, porém mais verde.

Lírio-do-vale – flor branca com odor limpo e brilhante semelhante ao do jasmim, porém sem a nuance indólica.

Madressilva – planta ornamental com inflorescência em forma de trombeta, cujo odor é floral com nuances de mel e polpa de fruta.

Magnólia – flor com aroma ceroso e fresco com tons cítricos.

Mirra – resina aromática extraída de uma árvore conífera com odor quente, fofo e levemente frutado.

Muguê – sinônimo de Lírio-do-vale.

Musgo de carvalho – obtido através do líquen das árvores de carvalho; devido a regulamentações, seu uso é bastante restrito em sua forma natural.

Narciso – flor de odor inebriante e narcótico com nuances verde e doce.

Musk – almíscar em inglês.

Néroli – óleo da flor de laranjeira de odor cítrico e amargo extraído pelo método da destilação a vapor; a nota de flor de laranjeira em si é produzida através da extração à base de solventes.

Olíbano – resina aromática extraída da árvore Boswellia encontrada no Oriente Médio; usada também para compor a nota de incenso, tem um odor canforado, picante e esfumaçado.

Opoponax – também conhecido como mirra doce, é uma resina aromática com odor ligeiramente similar ao caramelo.

Osmanthus – inflorescência com aroma suculento e lactônico que remete a damasco.

Oud (Agarwood) – resina aromática produzida pela árvore Aquilaria quando é atacada por fungos; nota de tom denso, medicinal e narcótico usada para compor fragrâncias amadeiradas marcantes e opulentas.

Patchouli – arbusto originário da Malásia e Índia cujas folhas têm odor amadeirado, mofado, levemente picante e canforado, remetendo a terra quente e chocolate amargo.

Pau-rosa – madeira de origem amazônica em risco de extinção com odor delicado que remete a rosas.

Peônia – nota fantasia floral de aroma similar ao da rosa, porém mais fresca.

Rosa – flor que pode ter um tom leve próximo a chá ou mais suculento e frutado como lichia ou pêssego.

Sândalo – madeira de origem indiana de odor lactônico e cremoso (o sândalo canadense é mais seco como o cedro).

Tuberosa – flor branca com odor altamente indólico; foi uma nota muito popular nos anos 80 devido à sua potência de exalação.

Vetiver – capim nobre de raízes fibrosas com odor amadeirado terroso, amargo e defumado; existem tipos diferentes de vetiver, cada um puxando mais para uma faceta, dependendo das características do solo onde é cultivado (os mais famosos são originários do Haiti e Indonésia).

Violeta – flor com aspecto polvoroso que remete a maquiagem; compõe juntamente com a rosa o acorde clássico do batom.

Ylang-ylang – flor amarela com aroma denso, narcótico e doce com traços de jasmim e banana; mais comumente usada em fragrâncias old-school.

Zimbro – fruto parente do mirtilo e com odor picante e envelhecido; usado para fazer gin.

France2

Agrume – cítrico

Ambré – ambarado

Argent – prata

Baiser – beijo

Bois – madeira

Boisé – amadeirado

Charnel – carnal

Cassie – acácia (mimosa)

Cèdre – cedro

Cerise – cereja

Chêne – carvalho

Chérie – doce

Citron – limão

Clou de girofle – cravo-da-índia

Coeur – coração

Cuir – couro

Eau – água

Éclat – brilho

Épice – especiaria

Épicé – especiado

Essence – essência

Été – verão

Fleur – flor

Fleur d’oranger  – flor de laranjeira

Fougère – veja na primeira parte

Fraîche – fresco

Fraise – morango

Fumé – esfumaçado

Gris – cinza

Hespéride – cítrico

Heure – hora

Hiver – inverno

Huille – óleo

Ivoire – marfim

Jour – dia

Légère – leve

Merveille – maravilha

Minuit – meia-noite

Miroir – espelho

Mousse – musgo

Muguet – lírio-do-vale

Musc – almíscar

Nez – nariz

Noir – preto

Nuit – noite (madrugada)

Oeillet – cravo (flor)

Ombre – sombra

Or – ouro

Orange – laranja

Pamplemousse – toranja (grapefruit)

Pêche – pêssego

Poivre – pimenta

Poivré – apimentado

Poudré – polvoroso (atalcado)

Pour – para

Précieux – precioso

Prune – ameixa

Réglisse – alcaçuz

Rien – nada

Rouge – vermelho

Sacré – sagrado

Salé – salgado

Santal – sândalo

Sel – sal

Soir – noite (18-24h)

Sucre – açúcar

Sucré – açucarado

Thé – chá

Très – muito

Vanille – baunilha

Vert – verde

Vie – vida

Zeste – casca de fruta cítrica

Próximo: Conceitos Básicos

2 pensamentos sobre “Glossário de Perfumês

  1. Pingback: Boisé Vanille, Montale |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s