Parfums (Extratos)

ExtraitsO extrait de parfum ou simplesmente parfum é a maior concentração de uma fragrância, contendo de 15 a 40% de óleo aromático. Antigamente os extratos vinham em pequenos frascos e estavam mais próximos de 40%, ao contrário dos contemporâneos que se encontram no outro extremo. Tradicionalmente, perfumistas reservam os melhores ingredientes para esta concentração, colocando o perfume em pequenos frascos de 7,5 a 15 ml. Contudo, isso não se aplica aos masculinos – de 30 a 100 ml. Ao contrário da crença popular, o extrato não tem maior projeção que um EDP – na verdade ele é mais rente à pele e feito para ser apreciado intimamente, gota a gota. Por outro lado, sua fixação pode chegar a 24 horas. Originalmente todos os perfumes vinham na forma de extrato, mas a democratização da perfumaria levou as casas de perfume a oferecer versões com menores concentrações e preços mais acessíveis para serem vendidas em perfumarias ou farmácias. Atualmente existem poucas opções de fragrâncias em concentração de extrato, sendo mais comuns os best-sellers de Houbigant, Caron, Patou, Piguet, Guerlain, Dior, Chanel, Cartier e Hermès, mais fáceis de encontrar nas próprias lojas ou sites das grifes. Note que não é porque um perfume tem “Parfum” no nome que a concentração dele seja de extrato.

(ordem cronológica por ano de lançamento)

FougereRoyale1. Fougère Royale Extrait (Houbigant, 1882). Para celebrar o relançamento de uma das fragrâncias mais revolucionárias do mundo, Houbigant preparou uma versão extrato com a fórmula exata do original de 1882. Fougère Royale é o puro frescor da natureza com uma sequência de acordes cítrico, aromático, floral especiado e oriental terroso. No site da casa, deixa-se claro que o extrato não é mais pesado e sim o contrário, pois a alta concentração de óleos essenciais uniformiza a difusão do aroma, aumentando sua longevidade. Fougère Royale Extrait é também mais sofisticado e arredondado que a versão EDT. Frasco de 100 ml por 450 euros.

JickyExtrait2. Jicky Extrait (Guerlain, 1889). Focado nas suas notas de base, a versão extrato do legendário Jicky brinca com a contraposição entre o lado infantil doce e cremoso e o lado adulto amadeirado e picante. O inocente e sensual se alternam o tempo todo, tirando o foco da lavanda e seguindo um caminho mais oriental do que fougère. Jicky Extrait é um perfume íntimo, para curtir junto à pele. Frasco de 30 ml por 291 euros.

LHeureBLeue3. L’Heure Bleue Extrait (Guerlain, 1912). Alguns consideram a versão extrato de L’Heure Bleue o melhor perfume já criado pela Guerlain em toda a história. A versão EDP é em si legendária e maravilhosa, mas o extrato, e a forma como sua concentração permite uma difusão mais uniforme do aroma, oferece uma apreciação mais generosa de seus acordes doces e polvorosos, com uma qualidade superior de ingredientes. L’Heure Bleue Extrait é mais viscoso e tem aspecto gourmand. Frasco de 30 ml por 291 euros.

QuelquesFleurs4. Quelques Fleurs Extrait (Houbigant, 1913). Como tributo ao jubileu de cem anos da primeira fragrância multiflor da história, Houbigant produziu sua versão extrato em 100 ml. Quelques Fleurs é um exuberante buquê floral construído sobre uma base de madeiras nobres, com nuances aromáticas e animálicas. Diferente do conceito habitual de pequenos frascos sem spray, a casa defende que a tecnologia atual permite que o líquido passe pelo vaporizador sem emperrar, e que a versão extrato de Quelques Fleurs não foi feita para ser usada esporadicamente – ela deve ser vista apenas como um upgrade do EDT. Frasco de 100 ml por 450 euros.

NAimezQueMoi5. N’Aimez Que Moi Extrait (Caron, 1916). A Primeira Guerra Mundial está em seu apogeu, com homens lutando nas frentes e mulheres esperando por seus maridos em suas casas. Por meio de N’Aimez Que Moi (ou “ame apenas a mim”), a casa Caron prestava homenagem à coragem e fidelidade. A fragrância é construída em torno da rosa da Bulgária, com o extrato recebendo um absoluto da melhor qualidade. Notas atalcadas de violeta, íris e lilás conferem romantismo, apoiadas sobre uma base amadeirada de musgo de carvalho, sândalo, baunilha e almíscar. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

TabacBlond6. Tabac Blond Extrait (Caron, 1919). Com o final da Primeira Guerra Mundial, as mulheres haviam se tornado mais independentes, recusando certas tradições e convenções. Passaram a trabalhar fora, dirigir carro, vestir calça e fumar cigarro. Adaptando-se rapidamente à nova realidade, Caron criou Tabac Blond especialmente para mulheres que fumavam em público, usando ingredientes que harmonizassem com o aroma de cigarro. A versão extrato tem uma base de couro, patchouli, vetiver e almíscar ainda mais seca e defumada, em equilíbrio perfeito com o buquê elegante e sensual de cravo, ylang-ylang e íris. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

Mitsouko7. Mitsouko Extrait (Guerlain, 1919). Cada concentração da mãe de todos os chipres é diferente. A versão extrato carece das notas iniciais que normalmente dariam um brilho cítrico à abertura, porém explora a profundidade e sutileza de cada nota de base mais do que qualquer concentração. Um aroma suave de flores surge amparado por especiarias e musgo de carvalho, além da marcante nota de pêssego. O lado sensual do extrato é aqui mais suave, escuro e profundo, com as notas de fundo em alto relevo. Como a maior parte dos extratos, permanece rente à pele. Frasco de 30 ml por 291 euros.

5Parfum

8. N°5 Parfum (Chanel, 1921). Poucos sabem, mas a versão parfum do Chanel N°5 é a concentração original. Apesar das reformulações necessárias para adaptá-lo as restrições atuais, ainda é possível perceber o contraste entre o aroma aldeídico, limpo e intenso, e uma versão mais rica e intensa do corpo floral do N°5 – um acorde complexo de ylang-ylang, jasmim, rosa e néroli. A base é mais cremosa e polvorosa, com foco no sândalo principalmente. Quem nunca gostou do N°5 nas outras concentrações precisa provar o parfum antes de desistir de vez do perfume mais famoso do mundo. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

Shalimar9. Shalimar Extrait (Guerlain, 1925). A versão extrato do clássico Shalimar se mantém fiel à composição original, porém, devido à maior concentração, carece de potência nas notas iniciais como a famosa bergamota. A base intensa e corpulenta base de resinas e bálsamos esmorecem levemente o brilho do jasmim e rosa no centro. Shalimar Extrait é praticamente dominado pelas notas de base: vetiver, sândalo, incenso, baunilha, orris, fava tonka, couro, almíscar e civet. O famoso rastro polvoroso e musky fica mais rente à pele, porém com duração mais longa. Frasco de 7,5 ml por 120 euros.

Joy10. Joy Parfum (Patou, 1930). Desde o início de sua carreira, Joy foi promovido como sendo o perfume mais caro do mundo devido à sua alta concentração de absolutos de rosa e jasmim. No entanto, para provar deste ícone, é necessário obter a versão parfum. Enquanto o EDP é mais brilhante e atalcado, Joy Parfum tem o melhor equilíbrio entre rosa e jasmim, uma base de sândalo de qualidade superior, e atmosfera mais animálica. Essas características são perfeitas para a concentração de extrato, que fica mais rente à pele e passa uma impressão aristocrática. Um perfume feito para damas. Frasco de 15 ml por 235 euros.

EnAvion11. En Avion Extrait (Caron, 1932). En Avion é um tributo de Caron às primeiras mulheres aviadoras, Helen Boucher e Amelia Earhart. O perfumista Ernest Daltroff teve a ideia inusitada de compor um acorde de néroli e opoponax, enriquecido com rosa, cravo, lilás e jasmim e sustentado por âmbar, sândalo e almíscar. No extrato, o equilíbrio entre flores densas e madeiras secas é mantido, porém com ingredientes naturais como absolutos de rosa e jasmim e óleo essencial de sândalo. En Avion Extrait resulta num aroma mais escuro e defumado, portanto mais chique e estiloso. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

VolDeNuit12. Vol de Nuit Extrait (Guerlain, 1933). Vol de Nuit é um desses perfumes que mudam completamente entre uma concentração e outra. Enquanto o EDT é mais amadeirado e apenas levemente polvoroso, mais etéreo, o extrato oferece melhor qualidade de íris, rosa e sândalo, fazendo com que o aroma se torne escuro e penetrante, além de mostrar um aspecto mais natural do musgo de carvalho. Na base, um almíscar orgânico e realístico forma uma camada luxuosa como um casaco de pele. Vol de Nuit Extrait é o perfeito aroma da floresta – puro luxo e sofisticação. Frasco de 30 ml por 291 euros.

Bandit13. Bandit Parfum (Robert Piguet, 1944). Este infame chipre couro com notas aldeídicas e animálicas está disponível em três diferentes concentrações. O EDT tem a nota de couro mais pronunciada e pontiaguda, enquanto o EDP privilegia o buquê de cravo, rosa, jasmim, violeta e tuberosa, com um fundo terroso e esfumaçado de vetiver, mirra e couro. Bandit Parfum é a versão mais equilibrada e menos agressiva, com os acordes herbáceo, floral e defumado em perfeita harmonia, propiciando uma secagem florestal como todo chipre deveria ter. É um perfume para mulheres fortes e confiantes. Frasco de 30 ml por 245 euros.

Visa14. Visa Parfum (Robert Piguet, 1945). Se você comprar a versão atual de Visa EDP, provavelmente vai estranhar seu aspecto moderno de bubble gum, nada condizente com a época em que foi originalmente lançado. O fato é que o perfume foi extensamente reconstruído, perdendo seu tom ousado e burlesco. Hoje somente a versão parfum pode mostrar o que um dia foi um excêntrico oriental polvoroso com traços frutados e animálicos. Visa Parfum é basicamente um acorde de ervas finas, pêssego, rosa, couro, âmbar e civet. Feminino e trashy chic. Frasco de 30 ml por 245 euros.

Farnesiana15. Farnesiana Extrait (Caron, 1947). A nota de acácia sempre foi um ingrediente complicado por ser tão intenso e controverso. Caron assumiu o risco e compôs Farnesiana em torno dessa flor, valorizando seu aspecto seco e herbáceo com feno e violeta, enquanto seu aspecto doce e cremoso era reforçado com jasmim, opoponax e baunilha. A versão extrato transforma a nota central num delicioso marzipã, bastante polvoroso, resinoso e escuro. Farnesiana Extrait é mandatório para os fãs de acácia, aqui apresentada com todo seu potencial ceroso e melífluo. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

MDOriginal16. Miss Dior Original Extrait de Parfum (Dior, 1947). Com tantas versões de Miss Dior, é quase impossível saber qual é qual sem errar. Pois este é o verdadeiro Miss Dior – o primeiro perfume da maison, lançado em 1947 e nesta concentração (o EDT depois). O acorde revolucionário chipre verde com notas de gálbano, jasmim, rosa e patchouli é, na versão extrato, composto dos ingredientes da melhor qualidade, na forma de essências e absolutos naturais. Miss Dior Original Extrait de Parfum é a síntese da mulher bem-nascida e de personalidade. Frasco de 15 ml por 203 euros.

 Fracas17. Fracas Parfum (Robert Piguet, 1948). Referência de tuberosa, Fracas foi reeditado e relançado em 1998, felizmente mantendo suas características principais. Em comparação com o EDP, Fracas Parfum tem uma saída dominada pela nota de pêssego, perdendo a força herbácea da menor concentração. Por outro lado, o acorde central tuberosa-gardênia parece mais complexo, com nuances mais verdes e polvorosas, menos enjoativo que a versão EDP. O bônus de Fracas Parfum fica por conta do sândalo de excelente qualidade na base, conferindo maior profundidade à composição. Frasco de 30 ml por 245 euros.

Baghari18. Baghari Parfum (Robert Piguet, 1950). Complexo e de difícil classificação, Baghari é um oriental floral chipre aldeídico com um coração polvoroso de rosa, jasmim e íris, além de uma nota marcante de casca de laranja seca. Enquanto a versão EDP é limpa e elegante, o parfum é mais denso, escuro e animálico, equilibrando bem vulgaridade e sofisticação. Há de se levar em consideração que, na época em que foi lançado, as mulheres usavam casacos de pele como símbolo máximo de luxo. Baghari Parfum simboliza a feminilidade do pós-guerra. Frasco de 30 ml por 245 euros.

Poivre19. Poivre Extrait (Caron, 1954). Mais uma vez audaciosa, a casa Caron apostou numa fragrância feita em torno do tema de pimenta. Para compor Poivre, um acorde picante de pimenta malagueta, pimenta preta e cravo-da-índia foi colocado lado a lado com um acorde floral de rosa, gerânio, cravo, jasmim, ylang-ylang e tuberosa. Tudo isso apoiado sobre uma base de musgo de carvalho, sândalo e opoponax. Com a reformulação da versão EDP, Poivre Extrait é a única forma de conhecer a fragrância original e intacta com toda sua inigualável pungência floral picante. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

Futur20. Futur Parfum (Robert Piguet, 1967). Futur é um floral verde e abstrato conhecido por seu aspecto amargo e soturno com notas principais de manjericão, folha de violeta, jasmim, ylang-ylang, vetiver, gálbano e couro, feito para ilustrar a conquista espacial (daí o nome). Na versão parfum, a saída pungente é amenizada, ao mesmo tempo em que se funde melhor com o acorde de jasmim e ylang-ylang, além da base incensada e terrosa. O resultado é um perfume que consegue ser ao mesmo tempo fresco e esfumaçado, delicado e amargo. Feito para mulheres poderosas. Frasco de 30 ml por 245 euros.

Chamade21. Chamade Extrait (Guerlain, 1969). Concebido para representar um coração que bate forte, Chamade está disponível nas versões EDT, EDP e extrato. Na concentração mais baixa, o perfume privilegia o acorde verde e amargo de gálbano e jacinto, amenizando o ylang-ylang. No EDP, o buquê floral é mais intenso, picante e polvoroso, além de ter uma base balsâmica mais consistente. No entanto, nenhuma versão bate o extrato e sua perfeita harmonia entre as três fases da pirâmide olfativa – a floral-verde, a polvorosa-picante e a balsâmica-amadeirada, vez por vez, com toda atenção que cada uma merece. Frasco de 30 ml por 291 euros.

19Parfum22. N°19 Parfum (Chanel, 1970). A fragrância assinatura de Coco Chanel recebe aqui extratos naturais de rosa de Maio e íris de Florença. A versão parfum, assim como as demais, abre com um aroma limpo, seco e luminoso de notas verdes. Em seguida a composição revela suas notas florais (íris, rosa, jasmim e muguê), antes de finalizar com notas firmes de vetiver, sândalo, musgo de carvalho, couro e civet. A diferença é que N°19 Parfum tem uma base mais densa e escura, propiciando uma aura mais andrógina sem perder sofisticação. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

100023. 1000 Parfum (Patou, 1972). Tendo levado dez anos e mil provas para ser concluído, este chipre clássico une um buquê floral a um acorde inicial cítrico e verde (folha de violeta, osmanthus) e uma base de madeiras nobres, musgo de carvalho e civet. O aroma herbáceo e amargo de 1000 o torna masculino e elegante. Enquanto a versão EDT é bem suave, 1000 Parfum segue o outro extremo com um aspecto complexo, denso e old school que remete a fundo de guarda-roupa, dinheiro velho ou biblioteca. Frasco de 15 ml por 235 euros.

Opium24. Opium Extrait de Parfum (Yves Saint Laurent, 1977). Doce, picante e balsâmico ao extremo, Opium causou uma ruptura na perfumaria ao introduzir um perfume feminino tão escuro e inebriante. Enquanto na versão EDT um aspecto aldeídico e herbáceo é mais nítido e no EDP o lado floral e picante domina, no extrato os aldeídos são muito discretos e a evolução do herbáceo para o floral picante e deste para o balsâmico é mais perceptível, culminando com um dry-down de patchouli, tabaco, opoponax, mirra, labdanum e baunilha mais vibrante e duradouro. Frasco de 15 ml por 136 euros.

Nahema25. Nahéma Extrait (Guerlain, 1979). Lançado à beira dos anos 80, Nahéma foi inspirado na cena do filme “Benjamin” em que Catherine Deneuve aparece com um vestido de seda branca numa gaiola dourada cheia de rosas. Jean-Paul Guerlain criou, então, o perfume que até hoje é considerado a referência de rosa. A combinação de rosa, ameixa e ylang-ylang com traços de sândalo, âmbar, tolu, baunilha e almíscar é ainda mais rica e densa na versão extrato. Nahéma Extrait apresenta uma rosa mais suculenta, picante e fibrosa que parece nunca desaparecer. Às vezes ela se retira, apenas para voltar ainda mais triunfante. Frasco de 30 ml por 291 euros.

Must26. Must Parfum (Cartier, 1981). Inicialmente, Cartier queria lançar dois perfumes: um para o dia e outro para a noite. O jovem perfumista Jean-Jacques Diener decidiu ousar, combinando as duas ideias no mesmo perfume. Era como a soma de Alliage e seu aroma de gálbano e musgo com Shalimar e sua base de baunilha e civet. O crítico Luca Turin comparou Must ao chocolate com recheio de abacaxi que você encontra na caixa de bombons. Must Parfum preserva a atmosfera oriental verde, realçando ainda mais o contraste entre o seco e o doce, entre o fresco e quente. Frasco de 30 ml por 108 euros.

Coco27. Coco Parfum (Chanel, 1984). Coco foi um dos primeiros perfumes a serem concebidos diretamente na forma de EDP em vez de extrato, já que o público nos anos 80 pedia quantidade e potência. A inovação de Coco está no uso de Prunol, um ingrediente que sintetiza o aroma de frutas secas e especiarias. Com ele, notas florais, balsâmicas e amadeiradas ganhavam mais personalidade, sendo perfeito para compor um oriental especiado. Na versão extrato, Coco não privilegia uma nota ou acorde em particular, mas torna tudo mais vibrante, como em 3D. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

SamsaraExtrait28. Samsara Extrait (Guerlain, 1989). A versão extrato de Samsara desloca o foco do aroma doce e ambarado do tradicional para se tornar uma composição floral mais carnal e intensa. A nota de jasmim predomina em boa parte da sua evolução, até que o perfume se faz quente, cremoso e envolvente com uma base de musk e sândalo – aqui representado em sua mais autêntica forma. Provar Samsara Extrait é como ver um filme indiano em 3D – todas as suas notas e respectivas nuances aparecem com mais vivacidade, ofuscando totalmente o original. Frasco de 15 ml por 146 euros.

Sublime29. Sublime Parfum (Patou, 1992). Um dos últimos grandes chipres clássicos, Sublime carrega um buquê de cravo, rosa, íris e flores brancas, agregando coentro, estoraque e civet para conferir sensualidade. Enquanto na versão EDP podemos sentir boa parte das notas individualmente, a versão parfum mostra o real efeito de uma menor quantidade de álcool e uso de ingredientes de melhor qualidade – tudo parece um único acorde em perfeita harmonia. Sublime Parfum basicamente exala um aroma cítrico, herbáceo e polvoroso com um fundo picante e animálico. Frasco de 15 ml por 235 euros.

Allure30. Allure Parfum (Chanel, 1996). Surpreendentemente, Allure nasceu na forma de EDT, com uma despretensiosa composição floral oriental com nuances cítricas, feita para o dia a dia. Três anos depois, Chanel lança o EDP por pressão do mercado, que pedia menos cítricos e mais baunilha com pêssego. A versão parfum, utilizando ingredientes mais puros como absoluto de jasmim e rosa, imprime uma aura completamente nova ao perfume. Allure Parfum é feito para rainhas, com sua atmosfera polvorosa e sofisticada, além de um desempenho impecável na pele. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

HPExtrait31. Hypnotic Poison Extrait (Dior, 1998). A principal diferença entre a versão tradicional e extrato de Hypnotic Poison está em sua dinâmica. O que já era intenso e sedutor se torna ainda mais opulento e sofisticado no extrato. A baunilha ganha uma nuance floral de orquídea e o jasmim se mostra mais rico e intenso, ficando mais evidente na composição. As notas de coco e amêndoas, bem evidentes no original, aqui entram como pano de fundo. O resultado é mais seco e masculino do que a versão EDT ou EDP. Frasco de 15 ml por 203 euros.

CocoMadExtrait32. Coco Mademoiselle l’Extrait (Chanel, 2001). A versão extrato do primeiro chipre moderno da história é, na verdade, mais fresca e leve do que o original. Por outro lado, a Chanel investiu nas melhores matérias-primas para sua composição: extrato de rosa de Maio, absoluto de jasmim e manteiga de íris de Florença. O perfume abre com notas de laranja e bergamota, que introduzem o coração intensamente floral. A base de vetiver, patchouli, baunilha e musk ressaltam a elegância e feminilidade da composição. Coco Mademoiselle l’Extrait foi feito para ser uma companhia íntima em noites quentes. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

LInstant33. L’Instant Extrait (Guerlain, 2003). Quando o perfumista Maurice Roucel compôs esta fragrância para a casa Guerlain, sua ideia foi reinterpretar o gênero oriental, oferecendo um âmbar cristalino. Assim, a base de âmbar, benjoim, patchouli, mel e baunilha ganhou recortes frescos e luminosos de laranja, néroli, maçã, íris, magnólia, ylang-ylang e jasmim. A melhor concentração para se observar a materialização da ideia original é o extrato. L’Instant Extrait vai revelando cada acorde com sua máxima expressão, como se cada um fosse um instante independente. Intimista e sofisticado. Frasco de 7,5 ml por 120 euros.

Chance34. Chance Parfum (Chanel, 2003). Além de seus diversos flankers, Chance é oferecido nas concentrações EDT, EDP e parfum. A primeira é uma fragrância chipre moderna com notas frutadas, bem fresca e apropriada para moças mais jovens. A segunda é mais encorpada e polvorosa, com ênfase nas notas de íris, jasmim, baunilha e musk. Chance Parfum vai ainda mais a fundo e incorpora sobre a base de patchouli e baunilha um absoluto de jasmim, tornando a composição mais vívida e madura. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

Tubereuse35. Tubéreuse Extrait (Caron, 2003). Tubéreuse é basicamente um acorde tuberosa-pêssego. Notas de jasmim e narciso são adicionadas para ressaltar o aspecto floral, enquanto osmanthus e frésia reforçam o aspecto suculento. Por ter sido lançado recentemente, Tubéreuse mostra uma aura mais moderna e brilhante, de nada lembrando os antigos perfumes de Caron. O extrato é bastante linear, sem uma saída borbulhante ou uma base super doce de baunilha. Amantes de tuberosa precisam provar. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

KellyCaleche36. Kelly Calèche Extrait (Hermès, 2005). A antiga selaria Hermès adiciona sempre que pode uma nota de couro a seu DNA fresco e aromático. Em Kelly Calèche, feito em homenagem à famosa bolsa da grife, a estrela da composição é a rosa. A flor é cercada de um acorde brilhante de toranja, narciso e lírio-do-vale, um acorde indólico e fenólico de acácia e tuberosa, e um acorde refinado de íris e couro. A versão extrato oferece uma rosa mais natural e poderosa, tornando os acordes coadjuvantes mais implícitos e discretos. Kelly Calèche Extrait é um floral musky contemporâneo e maduro. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

 24Faubourg37. 24 Faubourg Extrait (Hermès, 2005). Feito para transmitir a aura de luxo da Hermès, o 24 Faubourg tradicional é um perfume sofisticado para o dia a dia no escritório. A versão extrato é, no entanto, mais intimista e sensual, focando nas notas de baunilha e âmbar gris da base. O coração de flor de laranjeira, jasmim, ylang-ylang e patchouli tem agora uma conotação menos romântica e mais sensual. Notas de íris e vetiver conferem um aspecto terroso e natural ao perfume. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

Caleche38. Calèche Extrait (Hermès, 2005). Lançado em 1961 e reformulado diversas vezes, Calèche é um floral aldeídico na linha de Chanel N°5. E, assim como Chanel N°5, muda bastante na versão extrato. A forte saída aldeídica do original agora dá lugar a uma atmosfera mais polvorosa. Seu buque floral é ampliado, enquanto as notas de base (sândalo, âmbar, fava tonka e almíscar) aquecem e sensualizam a composição com muita cremosidade. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

ParfumMerveilles39. Parfum des Merveilles (Hermès, 2005). Enquanto Eau des Merveilles é uma água aromática cintilante com seu acorde abstrato de âmbar gris, Parfum des Merveilles parte da mesma ideia para se fazer licoroso e oriental. O aroma ganha nuances resinosas devido às notas de patchouli, âmbar, bálsamo Peru e benjoim, sem perder o toque levemente salgado. A nota de havana (erva parente da artemísia) contribui para seu aspecto alcoólico, frutado e doce. Parfum des Merveilles certamente não é um perfume para o dia a dia e sim para ser apreciado em ocasiões muito especiais. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

LeParfumExtrait40. Lalique Le Parfum Extrait de Parfum (Lalique, 2005). Apenas 1500 unidades foram feitas do frasco de extrato com 25 ml cada. O perfume tem praticamente duas fases: inicialmente um acorde seco e inebriante de louro, pimenta rosa, jasmim e heliotrópio; depois uma base doce e cremosa composta por notas de patchouli, sândalo, fava tonka e baunilha. A versão extrato parece mais homogênea e coesa, embora com silagem mais limitada. Frasco de 25 ml por 400 euros.

AllureSensuelleParfum41. Allure Sensuelle Parfum (Chanel, 2006). Com uma saída cítrica, frutada e especiada, a versão parfum de Allure Sensuelle evolui rapidamente para um coração voluptuoso e inebriante de absolutos de rosa e jasmim com nuances de íris. A base da composição é composta de vetiver, sândalo, âmbar e baunilha da melhor qualidade para potencializar o aspecto sensual do perfume. Quente e picante, Allure Sensuelle Parfum é puro luxo – a começar pelo frasco que contém apenas 7,5 ml. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

LaliqueWhiteExtrait42. Lalique White Extrait de Parfum (Lalique, 2008). É de surpreender que Lalique tenha preparado a versão extrato de sua famosa colônia em vez do clássico moderno Encre Noire. O perfume é um aromático especiado com bastante almíscar. Se Lalique White EDT já é bem interessante, este flanker carrega um acorde aromático ainda mais vibrante e nítido, com folha de limoeiro, violeta, tamarindo, elemi, cardamomo, pimenta e noz moscada. Com essa atmosfera herbácea e picante, o extrato reforça o aspecto crispy e macio com musgo de carvalho, cedro, âmbar e musk. Frasco de 50 ml por 1000 euros.

Idylle43. Idylle Extrait (Guerlain, 2009). Idylle marca o início de Thierry Wasser como perfumista-mestre na casa Guerlain. Sua inspiração foi uma rosa com tons de framboesa e lichia, cercada de flores frescas como muguê, lilás, peônia, frésia e jasmim. Este néctar floral foi construído sobre uma estrutura chipre moderna com muito musk. Enquanto o EDT enfatiza o aspecto floral fresco com néroli e o EDP amacia a base com cashmeran, a versão extrato foca no centro da composição: o buquê. Idylle Extrait incorpora um absoluto de rosa búlgara, reforçando-o com uma base mais balsâmica e animálica. Sensualidade à flor da pele. Frasco de 30 ml por 291 euros.

HabitRougeExtrait44. Habit Rouge Extrait (Guerlain, 2009). Entre todas as concentrações do clássico oriental masculino Habit Rouge, a versão extrato é a mais distante do original. A marca registrada do acorde rosa-cítrico passa quase despercebido, enquanto uma poderosa base de café, benjoim, cedro, patchouli e cacau transmite uma atmosfera semi-gourmand, seguindo a tendência mais atual da perfumaria. Habit Rouge Extrait é hoje infelizmente um verdadeiro unicórnio, podendo ser encontrado apenas em algumas boutiques da Guerlain. Frasco de 50 ml por 315 euros.

AngelExtrait45. Angel Extrait de Parfum (Thierry Mugler, 2010). Uma grande diferença entre um eau de parfum e um extrato é a quantidade de matérias-primas naturais utilizada. Em Angel Extrait de Parfum, o efeito é mais nítido e tridimensional em vez de ser mais doce e encorpado. A alta concentração da fragrância acaba minimizando as notas de saída, revelando um aroma licoroso de chocolate com mel logo de imediato. Notas de frutas, especiarias e flores ficam nos bastidores, mas essenciais para não tornar o perfume funcional. Frasco de 10 ml por 148 euros.

ClassiqueXExtrait46. Classique X Extrait (Jean-Paul Gaultier, 2010). O curioso é que o designer francês escolheu a versão sexy de seu maior ícone para receber a versão super concentrada, em vez do original. Classique X Extrait se desenvolve em uma única fase, como um buquê de absolutos de rosa, flor de laranjeira e tuberosa, apoiado sobre uma base de âmbar e baunilha. Quente e opulento, o extrato cumpre com a missão de simular um ambiente erótico e lascivo, graças à injeção de ingredientes naturais e caríssimos. Frasco de 20 ml por 70 euros.

Accord119Extrait47. L’Accord 119 Extrait (Caron, 2011). Pouco conhecido, este perfume de Caron é um exótico chipre moderno com foco em notas herbáceas e frutadas. Com uma saída viscosa e escura de amora e cassis, L’Accord 119 desabrocha um buquê realístico de jasmim com toques amendoados de heliotrópio. Notas de pimenta preta, âmbar, patchouli, baunilha e musk formam uma base firme e seca para garantir a performance da composição por 24 horas. L’Accord 119 deu início a um novo estilo de chipre continuado com o recente Sì de Armani. Frasco de 7,5 ml por 85 euros.

FlowerbombExtrait48. Flowerbomb Extrait de Parfum (Viktor & Rolf, 2011). Com uma concentração dez vezes maior do que o original, Flowerbomb Extrait de Parfum faz uso de jasmim e patchouli naturais para garantir mais maciez e cremosidade. Como se as “pontas” da versão tradicional tivessem sido aparadas, a versão concentrada tem um aroma mais maduro e arredondado, combinando mais com mulheres adultas do que o anterior. Frasco de 20 ml por 250 euros.

HommageExtrait49. Hommage à l’Homme Extrait de Parfum (Lalique, 2011). Excêntrico e sofisticado, o perfume se constrói basicamente em torno das notas de folha violeta (verde, floral e aquática) e oud (quente, opulento e carnal). Essas matérias-primas opostas se combinam com uma interface de açafrão, labdanum e pimenta. Uma aura de floresta toma conta da composição, suavizada com flor de violeta e musks. O frasco de cristal foi inspirado na ilustração do flautista, criada por René Lalique em 1929 como parte da decoração do Expresso Oriente. Frasco de 100 ml por 1200 euros.

NilangExtrait50. Nilang Extrait de Parfum (Lalique, 2011). Mediano na versão EDP, Nilang é um floral frutado de temática aquosa. Na aplicação, podemos sentir notas frescas e suculentas de mandarina, flor de lótus, pêssego, mirtilo e melão interagindo entre si, anunciando um acorde central de rosa, frésia, jasmim, tuberosa e cravo-da-índia. Um contraste dramático é formado devido à base gourmand de sândalo, âmbar, patchouli, baunilha e chocolate ao leite. O conceito é melhor desenvolvido na versão extrato, onde os ingredientes são mais naturais e homogêneos. Frasco de 100 ml por 1200 euros.

JourHermesParfum

51. Jour d’Hermès Parfum (Hermès, 2012). Esta versão de Jour d’Hermès se traduz num enorme jardim repleto de flores numa manhã de primavera. Aqui as notas verdes e florais são mais vívidas e brilhantes, produzindo uma atmosfera fresca e intoxicante. Sua composição em si é a mesma do original: ervilha de cheiro, toranja, limão siciliano, flores brancas e musk, além de notas verdes, aquáticas e amadeiradas. Elegante, limpa e moderno. Frasco de 15 ml por 184 euros.

LPRNExtrait52. La Petite Robe Noire Extrait (Guerlain, 2012). Intenso e sofisticado, este extrato foi construído com base no original, ou seja, floral frutado com nuance chipre. Na saída, a fragrância é frutada e viscosa com toque de limão e alcaçuz. O coração é formado por notas de rosa, violeta e cereja cobertas com pó de amêndoas. A base de patchouli e musk está aqui em menos evidência, fazendo de La Petite Robe Noire Extrait uma torta de cereja de dar água na boca. Frasco de 7,5 ml por 108 euros.

BaiserVoleExtrait53. Baiser Volé Extrait de Parfum (Cartier, 2012). A versão extrato de Baiser Volé se baseia na composição original para torná-la menos delicada e mais carnal. A nota central de lírio-do-vale tem um aspecto natural, com todo seu lado verde e terroso encontrado na natureza. O perfume é superfeminino, equilibrando bem sensualidade e refinamento. Baiser Volé Extrait de Parfum está disponível apenas nas lojas da Cartier. Frasco de 30 ml por 162 euros.

LaliqueExtrait54. Lalique Extrait de Parfum (Lalique, 2012). Para comemorar o aniversário de 20 anos do lançamento de sua fragrância assinatura, a casa Lalique produziu a versão extrato e a colocou em um frasco de cristal. Como esperado, o extrato se mostra mais homogêneo, encorpado e arredondado, como um único acorde polvoroso, frutado e picante de pera, cassis, jasmim, rosa, íris, cravo-da-índia, sândalo e baunilha. Foram feitas apenas 350 unidades, todas assinadas. Frasco de 40 ml por 870 euros.

NarcisoForHer55. Narciso Rodriguez for Her Extrait de Parfum (Narciso Rodriguez, 2012). O best-seller de Narciso Rodriguez, com suas notas de rosa, pêssego, âmbar e musk, ganhou em 2012 a versão extrato. Produzido em apenas 600 unidades de 15 ml, Narciso Rodriguez for Her Extrait de Parfum expande sua composição com absoluto de flor de laranjeira e óleos essenciais de vetiver e patchouli – tudo para trazer sensualidade e criar uma atmosfera mais profunda e intimista. Frasco de 15 ml por 350 euros.

SatineExtrait56. Satine Extrait de Parfum (Lalique, 2013). A versão extrato de Satine mantém a saída floral e luminosa, a evolução doce e cremosa e o dry-down herbáceo e terroso. Com gardênia e jasmim mais naturais, a composição torna-se ainda mais envolvente e duradoura. Esta foi a primeira vez que Lalique usou a técnica de pinching: um furo é feito no centro do cristal, fazendo com que o líquido se situe apenas ao longo da circunferência do frasco. Cada frasco requer dois vidreiros e sete horas no forno. Frasco de 40 ml por 1200 euros.

LaPanthereExtrait57. La Panthère Extrait (Cartier, 2014). La Panthère extrait surpreende com sua luxuosa caixa com cara de joia, concebida aos mínimos detalhes pela Cartier. O perfume é uma versão que aproveita a riqueza do extrato para enfatizar o lado feroz da pantera – animal conhecido por ser um dos poucos que têm odor agradável e sedutor. O perfume ganha uma aura floral retrô de almíscares sutilmente animálicos, enquanto se torna menos frutado e mais floral com uma gardênia reforçada por um aroma sofisticado e sedoso de rosas. La Panthère Extrait é o acessório perfeito para a mulher moderna e complexa. Frasco de 15 ml por 170 euros.

CocoNoir58. Coco Noir Parfum (Chanel, 2014). Seguindo sua proposta de ser escuro e misterioso à risca, Coco Noir pula a saída cítrica da versão EDP e mergulha de cara em seu buquê de jasmim, rosa, gerânio e narciso. O uso de absolutos de jasmim e rosa torna o aroma floral mais vibrante, porém logo abafado por uma poderosa e sensual base de olíbano, patchouli, sândalo, fava tonka e baunilha. Na versão parfum, o sândalo é mais realístico e intenso, ficando par a par com o incenso, enquanto o patchouli quase desaparece. O resultado é um perfume mais profundo e duradouro, mais íntimo do que social. Frasco de 7,5 ml por 116 euros.

DiorissimoExtrait59. Diorissimo Extrait Parfum (Dior, 2014). Enquanto Poison mostra o lado mais carnal e soturno das flores brancas, Diorissimo explora seu brilho e delicadeza. Na versão extrato, o perfume tem a nota central de lírio-do-vale acentuada com um exótico ylang-ylang e um exuberante jasmim. Diorissimo Extrait Parfum segue um caminho mais doce e marcante com uma base de sândalo e civet. Frasco de 15 ml por 203 euros.

JAdoreExtrait60. J’Adore Extrait de Parfum (Dior, 2014). Esta versão luxuosa de J’Adore reúne os melhores ingredientes da plantação exclusiva da Dior em Grasse. Rosa, jasmim, magnólia e ylang-ylang interagem com notas de cassis, ameixa e sândalo. J’Adore Extrait de Parfum é menos doce que as versões EDT e EDP, focando verdadeiramente na beleza das flores. A concentração de extrato confere uma textura de pele ao perfume. Frasco de 15 ml por 203 euros.

MissDiorExtrait61. Miss Dior Extrait de Parfum (Dior, 2014). A contraproposta da Dior frente ao sucesso de Coco Mademoiselle, Miss Dior abandonou completamente sua fórmula vintage e se modernizou à base de patchouli. A versão extrato ressalta essa nota, criando um efeito mais “sujo” e terroso se comparado às outras concentrações. A qualidade das notas principais de rosa e jasmim também é aqui superior. Frasco de 15 ml por 203 euros.

PoisonExtrait62. Poison Extrait de Parfum (Dior, 2014). A versão extrato do hit dos anos 80 captura com competência a personalidade do original, mantendo sua luminosidade, porém aprofundando seu lado doce e musky. A fragrância abre soapy, antes de revelar uma enorme nota de tuberosa temperada com coentro. Uma base sensual fica por conta de sândalo, baunilha e almíscar. Poison Extrait de Parfum tem uma das maiores fixações disponíveis no mercado. Frasco de 15 ml por 203 euros.

63. Iris de Champs Extrait (Houbigant, 2014). Construído ao redor da íris, o perfume abre com um acorde ultraverde e semiaquático de bergamota, pera, pimenta rosa e lírio-do-vale. A sensação é de um jardim cintilante e úmido de orvalho. Minutos depois, Iris de Champs torna-se uma fragrância floral amadeirada, com um buquê de ylang-ylang, jasmim e íris desabrochando sobre uma base de sândalo, âmbar, baunilha e musk. O resultado é um creme macio e atalcado que exala um aroma realístico e natural da manteiga de íris, enquanto mantem-se transparente. Frasco de 100 ml por 450 euros.

LAmourExtrait64. L’Amour Extrait de Parfum (Lalique, 2015). A criação mais romântica e feminina de Lalique é agora oferecida com um suntuoso frasco de cristal na concentração de extrato. No início vibrante e luminoso, L’Amour Extrait de Parfum tem uma saída de óleo essencial de bergamota e absolutos de néroli e rosa. Um buquê exuberante e naturalístico de gardênia, jasmim e tuberosa emerge durante a evolução, mostrando um aspecto cremoso e hipnótico. Para a base, notas de cedro, sândalo e musk são adotadas para preservar a delicadeza e sofisticação do perfume. Frasco de 100 ml por 1200 euros.

OlympéaExtrait65. Olympéa Extrait de Parfum (Paco Rabanne, 2015). O designer espanhol inspira autoconfiança ao lançar a versão super concentrada de Olympéa ao mesmo tempo que o EDP. Com tudo para fazer sucesso, o perfume combina absolutos de jasmim e baunilha com óleos essenciais de madeiras nobres, além de um toque de notas salinas. Olympéa Extrait de Parfum promete um aroma mais limpo, quente e cremoso, com um equilíbrio perfeito entre notas de personalidades fortes. Frasco de 30 ml por 189 euros.

 LivingExtrait 66. Living Extrait de Parfum (Lalique, 2015). Esta edição super concentrada do recente floral musky de Lalique mantém o foco em sua moderna íris polvorosa como acorde central. Com uma qualidade superior de ingredientes naturais, além do frasco de puro cristal, Living Extrait de Parfum abre adstringente com bergamota, pimenta preta e noz moscada, anunciando um coração de orris, fava tonka e baunilha. Um fundo discreto de vetiver, sândalo e cashmeran sustenta a elegância da composição. Frasco de 120 ml por 1600 euros.

ManifestoLeParfum67. Manifesto Le Parfum (Yves Saint Laurent, 2015). O grande diferencial de Manifesto Le Parfum é a adição da caríssima manteiga de íris (orris) no centro da composição. O perfume mantém uma saída de bergamota, um centro de jasmim e uma base de sândalo, fava tonka e benjoim (esta no lugar da baunilha). Assim, Manifesto Le Parfum deixa para trás um rastro powdery mais sofisticado que a versão original. Frasco de 30 ml por 80 euros.

EverBloomExtraitAbsolu68. Ever Bloom Extrait Absolu (Shiseido, 2016). Enquanto a versão eau de parfum está mais para um leve e delicado floral musky de nuances aquáticas, Ever Bloom Extrait Absolu mostra-se sensual e marcante com um acorde mais vívido de rosa e violeta, realçado por uma maior dose do sintético sylkolide (um tipo de musk). A versão extrato conserva a aura cintilante e translúcida do original. Frasco de 20 ml por 185 euros.

siparfum69. Sì Parfum (Armani, 2016). Armani oferece, inusitadamente, uma versão extrato de seu último best-seller, Sì. Além do foco no cassis, Sì Parfum acrescenta uma nota marcante de incenso, que o torna mais opulento e forte. Seu coração leva osmanthus e jasmim, enquanto a base comporta patchouli, benjoim, âmbar e baunilha como no original. Uma boa pedida para quem curte um incenso xaroposo. Frasco de 40 ml por 138 euros.

Veja também: EDTs Femininos e EDPs Masculinos

5 pensamentos sobre “Parfums (Extratos)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s