Flankers Sport

SportFragrâncias sport podem ser consideradas perfumes ou seriam apenas acessórios como aftershaves e desodorantes? O fato é que o gênero sport implica em uma funcionalidade adicional à fragrância – além de perfumar, ela deve refrescar. A maioria recebe o sintético dihidromircenol, feito para essa finalidade. Por esse motivo diversos críticos se recusam a resenhar fragrâncias sport. O mercado da perfumaria de nicho ignora o gênero totalmente. Quem compra uma fragrância sport precisa ter em mente que ela é feita para tornar atividades físicas menos penosas. Não se deve esperar grande silagem ou longevidade, afinal ninguém (ou quase ninguém) gasta horas jogando tênis ou usa uma fragrância para chamar atenção na academia (há controvérsias). Há poucas opções no gênero (para a alegria dos críticos), e quando há, normalmente são casadas com as olimpíadas a cada quatro anos para pegar carona no espírito esportivo. Uma curiosidade: apesar de o gênero ter estreado em 1972 com o lançamento da fragrância feminina Alliage (Estée Lauder), ele somente emplacou com os entre os homens anos depois. Isso é mais uma evidência de que fragrâncias sport são mais funcionais, e mulheres parecem não atribuir muito valor a essa característica – pelo contrário, quanto menos funcional, melhor.

(ordem cronológica por ano de lançamento)

PRSport1. Paco Rabanne Sport (Paco Rabanne, 1986). Nos anos 80, flankers não eram comuns, então muitos compraram a versão sport do fougère Paco Rabanne pensando se tratar do original. Paco Rabanne Sport abre aromático com cítricos e lavanda, logo evoluindo para um coração floral especiado de rosa, jasmim e ervas finas. A base herbáceo-amadeirada fica por conta de patchouli, musgo de carvalho e vetiver. O resultado é uma fragrância fresca e irradiante, embora com limitada silagem. Descontinuado.

BossSport2. Boss Sport (Hugo Boss, 1987). Uma verdadeira fragrância sport faz você se sentir jogando tênis ou cavalgando dentro de um ambiente verde e arejado. Boss Sport não só cumpre essa missão como traz uma beleza adicional. Com uma saída de cítricos, lavanda e ervas finas, a composição desabrocha num buquê floral com nuances especiadas (cravo e noz-moscada). Durante o dry-down, a fragrância é dominada por musgo de carvalho, além de notas amadeiradas e resinosas com um toque de musk. Descontinuado.

PoloSport3. Polo Sport (Ralph Lauren, 1994). Fragrância da juventude americana (e também brasileira), Polo Sport remete ao encontro da puberdade com o início da vida adulta, misturando a inocência do aromático cítrico com a sensualidade do floral ambarado. A fragrância abre fresca e luminosa com notas de aldeídos, menta, lavanda e cítricos. O acorde sândalo-âmbar confere um toque de doçura e cremosidade, enquanto um buquê floral recortado por gengibre e algas marinhas acende a libido.

AdidasSportField4. Adidas Sport Field (Adidas, 1994). Adidas Sport Field é um refrescante chipre amadeirado de vibe retrô, combinando três acordes: o cítrico aromático de frutas frescas, ervas finas, anis  e menta, o floral gelado de gerânio, lavanda e jasmim, e o amadeirado picante de gengibre, cominho, pimenta, cedro, musgo de carvalho e musk. Levemente ozônico e metálico, acima de tudo limpo e seco, Adidas Sport Field é o puro frescor da grama cortada.

PoloSportWoman5. Polo Sport Woman (Ralph Lauren, 1997). O designer americano ousou ao lançar uma fragrância esportiva para mulheres, certamente ganhando pontos por isso. Polo Sport Woman é na verdade um floral aquático que abre ultra refrescante com aldeídos, cítricos, melão, eucalipto e menta. Na evolução, o perfume traz um acorde floral temperado com gengibre e noz moscada para criar contraste. Polo Sport Woman conclui com uma base de patchouli, madeiras nobres e âmbar. Limpo e revigorante.

AHS6. Allure Homme Sport (Chanel, 2004). Extremamente versátil, Allure Homme Sport é excelente para atividades físicas, trabalhar ou até para ir pra balada numa noite quente. Diferente da maioria das fragrâncias sport, esta fragrância tem notas orientais como fava tonka, âmbar e pimenta. No entanto, suas notas cítricas e oceânicas, iluminadas por aldeídos e amaciadas por almíscares, tornam-na a fragrância sport mais sexy disponível no mercado.

AHSCologne7. Allure Homme Cologne Sport (Chanel, 2007). Por que a Chanel decidiu lançar esta versão depois do incrível sucesso de Allure Homme Sport? Porque o primeiro não era verdadeiramente uma fragrância sport, devido à sua forte base oriental. Desta forma, Allure Homme Cologne Sport veio como uma opção com ar mais natural e luminoso, mais verde e crispy. Enquanto a versão anterior é mais sexy e encorpada, esta é mais confortável e despretensiosa.

DHS8. Dior Homme Sport (Dior, 2008). Há uma frequente polêmica em torno desta fragrância devido à sua reformulação em 2012. Fãs da fragrância reclamam da substituição da lavanda por íris, tornando a fragrância menos aromática e mais floral (portanto menos sport). O acorde cítrico seco também foi trocado por uma nota agridoce de cidra, tirando seu potencial de frescor. Já quem gosta do efeito atalcado da íris, acentuado com cedro, parece apreciar mais esta a versão reformulada.

HabitRougeSport9. Habit Rouge Sport (Guerlain, 2009). Quase cinco décadas depois do lançamento do ícone oriental masculino, a casa Guerlain teve a ousadia de oferecer sua versão sport. Surpreendentemente, a fragrância foi sucesso de crítica e agradou os fãs da casa. A personalidade do Habit Rouge tradicional foi preservada pelo acorde jasmim-rosa cercado de limão do tahiti e apoiado sobre uma base de baunilha, patchouli e couro. Menos powdery e mais crispy, Habit Rouge Sport mantém a classe.

LanvinHSport10. Lanvin l’Homme Sport (Lanvin, 2009). Pouco conhecido e com preço atraente, a versão sport de Lanvin l’Homme é uma composição aromática especiada. Num primeiro estágio, a fragrância é energizante (mais sport) com notas frescas e picantes de limão siciliano, bergamota, petitgrain, sálvia, lavanda e pimenta. Na secagem, o lado amendoado (menos sport) da lavanda é reforçado com patchouli e musk, formando uma aura macia e confortável. Para se sentir fresco e gostoso.

RoadsterSport11. Roadster Sport (Cartier, 2009). O Roadster tradicional é um fougère aromático construído em torno de menta, vetiver e baunilha. A versão sport, além da inclusão de dihidromircenol, troca a baunilha por gaiaco e inclui ervas finas como sálvia e alecrim. O efeito cítrico também parece ser mais duradouro, auxiliado pela nota viva e luminosa de flor de laranjeira. Uma pitada de pimenta acrescenta pungência. Obviamente mais refrescante e menos intenso que o tradicional.

BlackSun12. Black Sun Sport (Salvador Dalí, 2009). O perfumista Antoine Lie reuniu notas ozônicas, yuzu, gerânio, noz moscada, cedro, âmbar e musk para criar este amadeirado aquoso. Pouco conhecido (parece que a marca Salvador Dalí está mesmo fadada ao esquecimento), Black Sun Sport contrapõe o quente e o gelado. A fragrância abre amarga e mentolada, aos poucos evoluindo para um aspecto adocicado e encorpado. O resultado é uma fragrância com atmosfera tropical, assinatura da marca.

BurberrySport13. Burberry Sport for Men (Burberry, 2010). Com uma incrível apresentação e divulgação, Burberry Sport for Men é dirigido aos jovens adultos descolados. Com uma saída de fresca e levemente salgada de toranja, grama, trigo, gengibre e notas marinhas, a composição vai aos poucos mostrando um coração agridoce de zimbro. Uma base de cedro, âmbar e musk sustentam a fragrância. Em resumo, Burberry Sport for Men é puro gengibre com nuances saponáceas.

BurberrySportWoman14. Burberry Sport for Women (Burberry, 2010). Lançado ao mesmo tempo que o par masculino, Burberry Sport for Women foi uma estratégia de marketing para promover a linha esportiva da grife inglesa. Feito para mulheres ativas e dinâmicas, Burberry Sport for Women é um floral musky que gira em torno de um luminoso coração de magnólia, petitgrain e madressilva. O topo de mandarina, gengibre e sal compõe um aspecto marinho, enquanto o fundo de cedro, vetiver, areia e musk conclui a fantasia praiana.

ChromeSport15. Chrome Sport (Azzaro, 2010). Lançado com vistas ao público jovem, esta fragrância, assim como outros da casa Azzaro, acabou sendo menosprezado e esquecido. Muito confortável e refrescante, Chrome Sport traz, além das notas óbvias cítricas e aromáticas, uma especiaria fria que dá aquela pitada de malandragem – o gengibre. Alguns podem reclamar de seu ar sintético de calone (nota aquática), mas a fragrância funciona. Muitos dizem ser até mesmo superior ao Chrome tradicional.

GucciSport16. Gucci by Gucci Sport (Gucci, 2010). Em comum com o Gucci by Gucci tradicional, somente as notas de cipreste e patchouli. Os acordes ambarados e florais, além das notas de couro e tabaco, são substituídos por um robusto acorde cítrico e suculento (figo) e outro herbáceo e terroso de zimbro e vetiver. Uma boa dose de ambrette propicia um aspecto macio e vegetal. Limpo, fresco e bastante funcional, Gucci by Gucci é razoável, porém apenas indicado para atividades físicas.

TousManSport17. Tous Man Sport (Tous, 2010). A fragrância esportiva da pouco conhecida grife Tous é um amadeirado aromático com nota saliente de limão siciliano. Depois de uma revigorante saída cítrica e metálica, Tous Man Sport caminha para um agradável centro frutado e picante de maçã e gengibre. A base formada por cedro, musgo de carvalho, cashmeran e musk é gostosa, mas não potente o bastante para fazer o perfume durar muito tempo. Vale a pena devido ao preço atrativo.

CharriolSport18. Charriol Homme Sport (Charriol, 2010). A casa de joias Charriol é mais conhecida por suas fragrâncias marcantes, fazendo com que esta proposta sport seja pouco conhecida. A ideia de Charriol Homme Sport é emular o aroma da brisa marinha. A composição abre cítrica e picante com notas ozônicas, mandarina, cardamomo e coentro, antes de revelar um coração de pimenta malagueta, mate e sálvia. Uma base seca e crocante de vetiver e cedro conclui a fragrância.

CodeSport19. Armani Code Sport (Armani, 2011). Com total inspiração no Mediterrâneo, Armani Code Sport oferece uma composição centrada em notas aquáticas, limão siciliano, mandarina, gengibre e menta. Na base, vetiver e âmbar aparecem apenas com a função de sustentar a composição. Uma dose de ambroxan traz maciez. Se você considerar esta fragrância como um acessório, pode funcionar. Mas Armani Code Sport não é um perfume de verdade para usar no escritório.

DesignSport20. Porsche Design Sport (Porsche Design, 2012). A icônica marca de carros esportivos apresenta um amadeirado aromático de nuances ozônicas. A partir de um topo de bergamota, toranja e alecrim, a fragrância caminha para um centro aquoso e metálico com notas de folha de violeta e algas marinhas. Porsche Design Sport finaliza com uma combinação seca e crispy de patchouli, cedro e musk. A melhor criação olfativa de Porsche.

KenzoSport21. Kenzo Homme Sport (Kenzo, 2012). Duas décadas depois do sucesso comercial de Kenzo pour Homme, o estilista japonês lança sua versão sport, acompanhando a tendência desse gênero em torno das Olimpíadas de 2012. Com acordes aromáticos e especiados, a composição ressalta as notas de toranja, menta e gengibre. Na evolução, o lado aromático é reforçado com gerânio, enquanto um buquê de especiarias acentua o lado picante. Uma base seca de cedro e vetiver concluem a fragrância.

BossBottledSport22. Boss Bottled Sport (Hugo Boss, 2012). Quatorze anos depois do lançamento do best-seller Boss Bottled, que virou a assinatura de muitos jovens no final dos anos 90, Hugo Boss lança sua versão sport. O aroma suave de torta de maçã com canela agora passa a ser um acorde de toranja, lavanda e cardamomo, cercado de notas metálicas de aldeídos. Ou seja, Boss Bottled Sport é uma fragrância completamente nova. Energizante, é uma boa opção para eventos sob o sol escaldante.

CHSport23. CH Men Sport (Carolina Herrera, 2012). Esta fragrância foi feita para homens elegantes que praticam polo e que buscam algo mais sofisticado e menos funcional. CH Men Sport abre com notas cítricas e sálvia, antes de evoluir para um acorde tropical de notas marinhas, zimbro e pimenta. Na base, um acorde musgo de carvalho, vetiver e sândalo deixa um rastro elegante no ar. CH Men Sport acaba não sendo totalmente sport e transita entre o funcional e o estético.

PlaySport24. Play Sport (Givenchy, 2012). Enquanto o Play tradicional mescla café, pimenta e cítricos, e o Play Intense oferece uma deliciosa proposta gourmand, a versão sport se ancora nos acordes bergamota-limão siciliano e menta-gengibre, cercados de toques de amyris, pimenta e musk. Revigorante e efervescente, Play Sport cumpre com sua missão de ser uma fragrância funcional para atividades físicas e altas temperaturas. Não espere grande projeção ou longevidade.

IMSport25. L’Eau d’Issey pour Homme Sport (Issey Miyake, 2012). Quase duas décadas depois do sucesso absoluto de L’Eau d’Issey pour Homme, o designer lança sua proposta sport no clima das Olímpiadas de Londres. A fragrância foi bem recebida devido à sua complexidade. L’Eau d’Issey pour Homme Sport abre energizante e luminoso com bergamota e toranja, em seguida revelando um coração de noz moscada e couro. A base fica por conta de um macio acorde de vetiver e cedro.

TheOneSport26. The One Sport (Dolce & Gabbana, 2012). Segundo os próprios fundadores da grife, The One Sport foi concebido para quem gosta de usar perfume na academia, sem incomodar os outros. Com praticamente nada a ver em relação ao The One original, a composição segue um caminho aquático com notas de cardamomo, alecrim, sequoia, patchouli e musk. Evidentemente, como toda fragrância feita para causar bem-estar numa ocasião específica, The One Sport não dura mais que duas ou três horas na pele.

EncreNoireSport27. Encre Noire Sport (Lalique, 2013). Uma das grandes surpresas entre os novos lançamentos, este flanker do aclamado Encre Noire poderia muito bem ter sido chamado Encre Noire Eau Fraîche. Construído em torno do acorde de vetiver e cipreste do tradicional, além de diversos sintéticos (cashmeran, Iso E Super e musk), a fragrância agrega notas refrescantes de ozônio, toranja, bergamota e lavanda, com uma pitada de noz moscada. Indispensável aos fãs do maravilhoso Encre Noire.

LHommeSport28. L’Homme Sport (Yves Saint Laurent, 2014). Totalmente diferente do famoso L’Homme de Yves Saint Laurent, a versão sport troca a combinação de gengibre, folha de violeta, vetiver e fava tonka por aldeídos, verbena, coentro e âmbar. A grife o descreve como uma fragrância de energia explosiva feito para um homem em constante movimento. Revigorante e refinado, L’Homme Sport equilibra bem o cítrico e o especiado, concluindo com um suave rastro de madeiras nobres e âmbar.

EsenciaSport29. Esencia Sport (Loewe, 2014). Quem conhece o Esencia tradicional sabe que se trata de um perfume extremamente masculino, pinhoso e com cheiro datado de barbearia. Quatro décadas depois, Loewe lança sua versão sport consideravelmente mais simples e minimalista. Aqui a saída é de bergamota e mandarina, seguida de um coração de gerânio e pimenta, e uma base de âmbar e musk. O resultado é soapy porém moderno, linear porém com bom desempenho.

LunaRossaSport30. Luna Rossa Sport (Prada, 2015). Assim como Allure Homme Sport de Chanel, Luna Rossa Sport não é propriamente uma fragrância sport devido à sua intensa base ambarada. O interessante aqui é que, enquanto o tradicional é um cítrico aromático sintético e linear, a versão sport trabalha com a contraposição entre os aspectos gelado e o quente para realçar o primeiro. De um lado, um acorde aromático de lavanda, gengibre e zimbro; de outro, um acorde oriental de fava tonka e baunilha. Por enquanto, Luna Rossa Sport tem sido bem recebido, mas ainda é cedo para comemorar.

PourUnHommeSport31. Pour un Homme Sport (Caron, 2015). Com um frasco de 125 ml quase idêntico ao original, diferenciando-se apenas com o vidro jateado e rótulo “sport”, a primeira fragrância esportiva da histórica casa de perfumes foca no aspecto gelado do icônico Pour un Homme. O acréscimo de notas cítricas (toranja e verbena), especiadas (gengibre e noz moscada) e amadeiradas (cedro e ambroxan) propicia um efeito mais fresco e moderno.

JoopHommeSport32. Joop Homme Sport (Joop, 2016). Um dos perfumes mais infames do mundo, Joop Homme, ganha uma versão esportiva de aura marinha. Com praticamente nada a ver com o original, este flanker investe num acorde gelado de bergamota, menta e gengibre com nuances salinas e aquosas. O resultado é agradável, especialmente para dias quentes ou ambientes como a academia. A ironia é que fãs de Joop Homme provavelmente se decepcionarão, enquanto o resto do público pode nem chegar a provar por preconceito contra a versão tradicional.

LunaRossaEauSport33. Luna Rossa Eau Sport (Prada, 2016). Sim, este é o flanker de um flanker. Luna Rossa Eau Sport é uma variação de Luna Rossa Sport, diferenciando-se deste pela ausência do acorde soapy e adocicado de lavanda com baunilha. Mais fresca e arejada, esta é verdadeiramente uma composição mais esportiva, com um efeito energizante. Talvez Prada devesse ter lançado primeiramente Luna Rossa Sport como Luna Rossa L’Eau para somente depois lançar este perfume como a versão sport…

Veja também:

Diversos

Intensos

Sensuais

Elixires

Florais

Madeiras/Couro

Oud

Frescos

Aquáticos

Summer

Ed. Limitada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s