Tutoriais (Como Fazer)

mercadospicesComo estudar perfumaria. Uma das perguntas que mais recebo é “que curso de perfume você recomenda?” Isso mostra uma crescente demanda de aprendizado sobre o etéreo e fugaz universo dos perfumes. A resposta é tudo menos óbvia. Eu costumo fazer uma pergunta antes de responder: “para que você quer saber mais?” Tudo depende do objetivo, já que, por ser um mundo movido a fantasias e aspirações, perfumaria imediatamente remete a mercadologia. Se esse for o caso, há uma abundância de cursos disponíveis, de e-learning a faculdades de renome. Ironicamente, o mais difícil é encontrar o caminho para entender o perfume em si e não a parafernália que o rodeia. A boa notícia é que, cada vez mais, usuários de perfumes parecem estar acordando da “hipnose” do marketing para direcionar a sua atenção ao que realmente importa: o líquido. A má notícia é que não existe outro caminho a não ser usar o próprio nariz – algo a que não estamos acostumados. Antes de se procurar um curso, por que não caminhar numa feira ao ar livre e seguir cheirando frutas e vegetais? E depois fazer um tour por um mercado de especiarias? E que tal visitar uma floricultura ou um jardim bem cuidado? Diferente de outros meios sensoriais dos quais dispomos, o olfato requer tempo e energia dedicados a ele. Nosso nariz vai se expandindo à medida em que o estimulamos e assimilamos cada um desses estímulos. Aos poucos e por comparação, vamos compreendendo o que diferencia um aroma de outro. Aí podemos fazer o mesmo com perfumes. Sem dúvida existem profissionais competentes que podem facilitar o processo, mas o trabalho inevitavelmente recai sobre o dono do nariz – você. Nenhum livro ou especialista servirá de atalho.

get-14Como aplicar um perfume. A quantidade de borrifadas de uma fragrância aumenta em proporção inversa à sua concentração – quanto mais concentrado for, menos pressionadas no spray serão necessárias. Cada pessoa e cada perfume é diferente, então proponho como ponto de partida usar esta regra para a quantidade de borrifadas: 1 para parfum ou extrato, 2 para eau de parfum, 4 para eau de toilette e 8 para eau de cologne. Para calibrar, faça um teste: aplique o perfume e peça para um amigo ficar a dois metros de distância. Se ele puder sentir a fragrância, você se excedeu. Se a um metro ele nada puder sentir, melhor aumentar a dosagem. Os melhores lugares para a aplicação de um perfume são os pontos mais quentes do corpo e também mais expostos ao mundo externo. Distribua o perfume o máximo que puder. Se for um parfum ou extrato, aplique uma única gota (ou borrifada) no dorso das mãos, espalhando pelos pontos desejados, ou apenas na nuca. Evite os pulsos para que o perfume não seja transferido para mesas em que você se apoiar e pessoas que você cumprimentar. Além disso, os pulsos estão quase sempre voltados para você e não para o exterior. Outros pontos quentes do corpo ideais para a aplicação de uma fragrância: as dobras dos cotovelos e a parte de trás das orelhas e dos joelhos (este último indicado para situações mais íntimas).

Image4Como testar um perfume. O olfato é um sentido químico, ou seja, não pode ser transmitido sem contato presencial como na visão ou audição. Não dá para provar um perfume olhando para uma lista de notas, assim como não se prova um bolo olhando a lista de ingredientes. Também não dá para confiar no conselho do amigo ou parente, pois cada um tem um repertório de memórias olfativas e suas respectivas associações. Não há como escapar – leve o seu nariz até o perfume, seja indo até uma loja ou adquirindo amostras. O teste deve ser feito na pele, que tem a temperatura e oleosidade necessárias para fazer o perfume funcionar, mas devido à fadiga olfativa e escassez de espaço dérmico, recomenda-se usar fitas olfativas (aquelas de papel mata-borrão) para fazer uma triagem inicial. Tendo separado cinco ou seis, é hora de partir para o teste na pele. Aplique uma ou duas borrifadas de cada finalista com pelo menos 15 cm de distância entre um ponto e outro e vá dar uma volta. Em menos de trinta minutos é muito difícil saber como uma fragrância irá se comportar na vida real (não dá para apressar reações químicas). O ideal é provar novamente num outro dia para minimizar o efeito da oscilação de humor, mas nem sempre isso é viável. Se puder testar sem saber o nome ou ver o frasco, ainda melhor. O importante é entender que um perfume é como uma pessoa – é necessário um certo tempo de convívio para conhecê-la.

Check-list_avaliaçãoComo avaliar um perfume. Antes de tentar dissecar a composição de um perfume e saber se ele contém lavanda ou algum sintético de nome impronunciável, é importante perceber seus diferentes aspectos. O nariz (com ajuda do cérebro) vai aprendendo a reconhecer nuances à medida em que é estimulado com consciência. Como nosso olfato é praticamente primitivo e nosso vocabulário no assunto é bastante limitado, os adjetivos relacionados a um odor geralmente estão restritos a “gostoso”, “doce”, “forte”, “amadeirado” ou “tem cheiro de remédio”. Os mais experientes sabem que isso quer dizer quase nada a respeito de um perfume. Imagine que uma composição seja como uma pessoa, ou seja, com uma personalidade complexa, cheia de polaridades – ela pode ser legal ou chata, feia ou bonita, antiquada ou moderna, em qualquer grau. Existem diversas características a serem consideradas na avaliação de um perfume, mas considero que algumas sejam fundamentais, pois são as que mais revelam sua personalidade. Umas são mais objetivas (seco/doce, leve/forte, macio/denso, fresco/quente, luminoso/escuro) e outras mais abstratas (feminino/masculino, casual/refinado, jovem/maduro, sóbrio/sensual, comum/inovador). Faça um check-list com essas polaridades e a utilize quando provar um novo perfume, de preferência às cegas. Com a prática você fará isso automaticamente.

maxresdefaultComo descrever um perfume. São muitos os termos do “perfumês” usados para descrever os aromas, desde os mais suaves até os mais intensos. Ozônico, aquático ou marinho remete à translucidez da brisa do mar. Herbáceo, verde ou aromático remete à vivacidade e frescor de plantas e vegetais. Musgoso tem o mesmo aspecto do herbáceo, porém úmido e terroso. Aldeídico, soapy ou saponáceo remete à limpeza e cremosidade de um sabonete. Lactônico é também cremoso, porém puxa mais para um tom frutado de pêssego. Polvoroso, powdery ou atalcado remete à fofura e esfarelamento, seja de talco ou guloseimas (como baunilha e amêndoas). Almiscarado ou musky também pode ter aspecto polvoroso porém mais macio e próximo do cheiro de pele de bebê. Canforado, mentolado ou pinhoso remete ao odor gelado como hortelã e eucalipto. Ambarado, resinoso ou balsâmico remete ao odor quente, encorpado, amadeirado e/ou levemente doce das resinas. Se esse odor partir para o queimado como incenso, é chamado de defumado ou smoky. Especiado, spicy ou picante remete à pungência das especiarias, enquanto gourmand tem cheiro de sobremesa (caramelo, chocolate, etc). Um aroma denso e “xaropado” pode ser licoroso se for doce como no licor ou medicinal se for narcótico como no remédio. Finalmente, animálico remete a cheiro de bicho ou “gente suja”.

Perfume-courseComo reconhecer notas. Muita gente me pergunta como detectar as notas de um perfume. É como aprender a tocar piano ou andar de bicicleta. Precisamos de uma ajuda inicial e depois muito treino. A habilidade de reconhecer notas olfativas é um conhecimento que não pode ser expresso em palavras e nem pode ser apressado. O olfato do homem moderno é primitivo e deturpado; nosso lado mais instintivo é encoberto por fragrâncias e aromas para que seja escondido qualquer resquício de selvageria. O resultado disso é um olfato atrofiado. Se você quiser reverter a situação, recomendo começar a listar ingredientes bem diferentes entre si e procurar algum lugar que os venda, como, por exemplo, uma feira ou uma casa de produtos naturais. Se você puder comprar essências, melhor ainda. A desvantagem deste método é que, como você vai depois perceber, muitos elementos têm cheiro diferente quando estão num perfume comparado com sua forma original – o processo de extração elimina várias moléculas que dão ao aroma natural sua identidade. Talvez você deteste o anis in natura e ela seja uma das suas notas favoritas em um perfume. Por isso costumo recomendar o exercício de reconhecimento de notas por meio de comparação de fragrâncias. Selecione três ou mais perfumes que tenham uma mesma nota e comece a perceber o que eles têm em comum. Às vezes esse exercício traz surpresas – uma nota que você sempre achou ser uma fruta na verdade é uma flor.

shutterstock_109841906Como dar um reset no olfato. A desinformada vendedora da loja vai lhe oferecer grãos de café. Pode impressionar, mas não ajuda em nada. O fato é que a sua capacidade de sentir um odor está mais relacionada à psicologia que à biologia. Um nariz em si não tem limites para sentir diversos odores ao mesmo tempo, um atrás do outro. Porém o seu cérebro, ligado a um olfato primitivo (não mais necessário para detectar presas ou predadores como nossos ancestrais), tem dificuldades em processar e categorizar cheiros. Em vez de cheirar grãos de café, o ideal é cheirar, entre um perfume e outro (mesmo que pareça TOC), uma área da sua própria pele que não esteja perfumada. Desta forma o seu cérebro estará momentaneamente livre de estímulos olfativos e dará finalmente o tal do “reset”. Apesar de você não reconhecer o seu cheiro natural, devido à acomodação olfativa, ele existe e é percebido pelos outros. Isso explica por que no final do dia você acha que seu perfume já sumiu e alguém chega com um elogio. Ou seja, as notas de base interagem com sua pele e produzem um efeito único, que infelizmente só os outros sentirão e apreciarão.

mg_8422Como encontrar sua assinatura olfativa. Um perfume assinatura tem a vantagem de ser a sua marca registrada, de fazer você ser lembrado mesmo quando não está no ambiente. É fundamental que você escolha uma fragrância que tenha a ver com você. Jamais selecione um perfume com base em avaliações de guias ou revistas ou simplesmente porque ele está na moda ou é cool. Mesmo assim, uma fragrância assinatura não é simplesmente uma fragrância que você ama e que tem a sua cara. Lembre-se de que tudo dependerá da percepção das pessoas à sua volta. Você deve usar o perfume assinatura com frequência, para que fique marcado na memória das pessoas. Se o perfume escolhido por você para ser sua fragrância assinatura tiver projeção modesta, ele só vai funcionar com quem você tem um contato muito íntimo. E ter um perfume assinatura não significa que você casou com ele. Talvez você possa usá-lo apenas para o trabalho e prefira aplicar outras fragrâncias quando for a uma balada ou clube. Não se esqueça também que uma desvantagem de se ter um perfume assinatura é a acomodação olfativa – pode ser que depois de um tempo você não consiga mais apreciá-lo como no começo. No lugar de um perfume assinatura talvez você possa ter um estilo assinatura – um conjunto de fragrâncias que tenham aspecto parecido com abordagens complementares e mais próprias a diversas situações.

creme-maosComo otimizar o desempenho de um perfume. Se você sempre amaldiçoou seus ancestrais por terem lhe deixado como herança “maldita” uma pele oleosa, agora terá motivos para comemorar. Você já sabe que o calor facilita a dissociação das moléculas e que isso aumenta a projeção da fragrância. Mas por que pele oleosa? Porque, se você aplicar perfume sobre uma pele seca, ela tenderá a absorvê-lo imediatamente, retendo assim grande parte que seria projetada ao mundo externo, sem falar na perda de fixação. Pessoas de pele seca podem reverter a situação passando hidratante sem cheiro nas áreas em que o perfume será aplicado e deixando ele ser absorvido por alguns minutos. Se o perfume tiver baixa concentração, várias borrifadas podem ser aplicadas em múltiplas partes do corpo tais como atrás das orelhas, nas dobras dos braços, nos pulsos e no pescoço, e até sobre o couro cabeludo. Se for muito EDP ou extrato, você terá de escolher muito bem. Neste caso a melhor área do corpo, ou seja, aquela que está sempre quente e oleosa, é a parte traseira das orelhas. Note que tomar mais de um banho por dia diminuirá a performance da fragrância, pois o sabão elimina grande parte da gordura necessária para fazer seu perfume favorito exalar lindamente.

fragrance layering combinging scents perfume layering tips and suggestionsComo fazer layering. Enquanto muita gente define layering (layer significa camada em inglês) como aplicar um perfume sobre um creme hidratante de mesmo aroma, aqui vamos falar do uso simultâneo de dois perfumes no mesmo ponto da pele. E por que fazer layering? Além de poder criar um perfume único que agrade e que seja totalmente exclusivo, esta técnica também ajuda a treinar o seu nariz, deixando você mais ciente do que agrada ou incomoda e de quais combinações funcionam. Layering é como brincar de perfumista: você junta dois perfumes (cada um composto por uma fórmula “redonda” e balanceada) e cria um novo. Evite fazer layering de fragrâncias da mesma família – não tem tanta graça porque muitas notas coincidem e se amplificam sem gerar complexidade. Comece aplicando dois perfumes da sua coleção na pele, sinta como eles interagem e vá calibrando (um pouco mais de um, um pouco menos de outro) até encontrar o ponto. Algumas combinações podem envolver até três fragrâncias distintas. Concentrações mais suaves, como eaux de cologne, são ótimas para serem aplicadas sobre construções mais complexas. Dica: se você sente a falta de uma certa nota em seu perfume favorito, busque aqueles que a tenham como tema principal e faça testes em lojas. Com layering não há limite para a criatividade.

ebay-shopping-bags-new-logoComo conseguir perfumes raros e descontinuados. O lugar mais fácil é o eBay – basta que você faça um cadastro e tenha uma conta no PayPal. Muitos colecionadores disponibilizam suas preciosidades no eBay e com preços bem razoáveis, especialmente se você não se incomodar em adquirir frascos usados. O eBay calcula a qualificação de todos os seus usuários, mas mesmo diante de algum problema, você sempre poderá contar com a proteção do PayPal. Depois da aquisição, o próximo passo é o envio. A maioria dos vendedores do eBay não despacha para o Brasil, então é recomendável contratar um serviço de caixa postal virtual. O mais conhecido redirecionador é o Shipito (www.shipito.com). O serviço deles consiste não só em receber encomendas em seu nome nos EUA, mas também consolidá-las – você pode aguardar vários pacotes para depois consolidar tudo e fazer um único envio ao Brasil com o valor que você declarar no sistema. Você pode monitorar todo o fluxo de entrada e saída da sua caixa postal, inclusive por fotos. Assim que o código da remessa for atualizado, você já poderá usá-lo no site dos correios do Brasil para fazer o rastreio. Se o valor declarado for abaixo de 50 dólares, o pacote será entregue na sua residência; do contrário, você receberá um telegrama e terá que buscá-lo nos correios e pagar as taxas em dinheiro. Se no final você não gostar de algum perfume, é só anunciá-lo em algum mercado eletrônico brasileiro e ainda sair lucrando.

Man-smoking-a-cigarette-006Como harmonizar cigarro e perfume. Todos que usam perfume sabem que aromas como o de café, dióxido de carbono e outros gases mal-cheirosos convivem conosco no dia a dia, mas não há maior concorrente para um perfume do que uma fumaça quentinha se dispersando ao redor do fumante e pessoas próximas. Algumas fragrâncias, no entanto, podem se harmonizar melhor com o cheiro de cigarro. Numa época em que mulheres ousadas começaram a fumar em público (o que antes era um privilégio dos homens), o perfumista Ernest Daltroff criou em 1919 Tabac Blond para a casa Caron com o propósito de mascarar o odor de cigarro. Dois anos depois Habanita foi lançada pela Molinard, inicialmente como aromatizante de cigarros. Porém nem sempre são necessárias fragrâncias à base de tabaco para se criar uma combinação favorável com o odor de cigarro. Chipres verdes, fougères aromáticos e amadeirados ricos em vetiver funcionam bem devido a suas notas secas. Em geral perfumes com nota marcante de civet também se misturam bem com cheiro de cigarro. No outro extremo, algumas famílias olfativas não são recomendáveis para fumantes, principalmente perfumes doces como os florais frutados, orientais vanilla e gourmands.

thicknessComo reconhecer falsificações. Em algum momento você certamente já se deparou com algum texto explicando como detectar um perfume falsificado. O problema é que a maioria do material disponível na internet leva a conclusões erradas e a paranoias desnecessárias. Alguns exemplos: diferença no tipo e tamanho de fonte (pode ter sido uma mudança de identidade visual da marca), alteração na coloração do líquido (isso tende a mudar com reformulações ou envelhecimento), performance da fragrância (há casos de piratas que têm desempenho superior aos originais) e código impresso na caixa e frasco (o código pode ter sido copiado de um lote original). Isso sem falar dos perfumes vintage que podem vir com embalagem totalmente fora do padrão atual e resíduos sólidos flutuantes – neste caso você teria ganhado na loteria. Então como distinguir um pirata de um original? Pense como um falsificador: você sabe o que precisa fazer para passar por original, precisa reduzir o custo ao máximo (tampas e impressões sofisticadas) e sabe que não vale a pena imitar o que vende pouco (foco total em best sellers). Portanto a verdade estará sempre nos pequenos detalhes: um celofane mal-encaixado, uma impressão sem textura (alto relevo), um acento a mais ou a menos (principalmente em francês), uma tampa (parte mais cara do frasco) fora de proporção e um preço “camarada” fora do comum.

KaiMenComo conservar um perfume. A vida útil de um perfume será determinada por diversos fatores. Em primeiro lugar, temperatura, umidade e luz são inimigas de perfume. O lugar ideal para se guardar frascos é um frigobar dedicado (que não seja aberto com frequência), mas entendo que logisticamente essa possa não ser a opção mais viável. O fundo do guarda-roupa acaba sendo a opção mais utilizada, mas, de qualquer forma, nunca deixe sua fragrância em cima da pia do banheiro. O calor e a luz incidentes sobre ela vão deteriorar rapidamente a estrutura da fragrância e sua vida útil não passará de um ano. Em condições ideais de conservação, seu perfume durará décadas e você poderá ignorar a validade no rótulo. Mudança de coloração nem sempre é sinal de que o perfume está estragado; pode ser apenas uma alteração visual do corante. Resíduos sólidos também podem ser percebidos como sinal de deterioração, mas são alterações possíveis de alguns componentes orgânicos que não alteram a performance. Um sinal claro de que um perfume está velho é o aspecto abafado e passado ou um aspecto de acetona logo que é aplicado.

badperfumeComo ser perfumisticamente responsável. Depois de usar um mesmo perfume por muito tempo, você pode desenvolver acomodação olfativa e nem perceber que virou persona non grata por empestear todos os ambientes por onde anda. É bom fazer uma rápida pesquisa de opinião periodicamente. Se você gosta de perfumes fortes, experimente aplicar uma única borrifada na nuca, que é uma região de boa circulação e proximidade ao nariz. Além de ser desagradável, um perfume de grande silagem pode prejudicar o paladar de alguém sentado ao seu lado num restaurante. Na academia então, nem pensar! Por outro lado, muitos têm vergonha de perguntar o nome do perfume maravilhoso que algum estranho esteja usando, com medo de parecer indelicado. Pode perguntar o nome, o preço e o lugar onde comprou, sem problemas – a maioria até se sente elogiada. Fazer isso apenas como pretexto para uma cantada já é outra história… Dar perfume de presente é mancada? Não é, mas cobrar que a pessoa o use é muito feio. Discutir gosto é desagradável; o ideal é despersonalizar a discussão e avaliar o perfume em si (percepções, desempenho, etc). Corrigir a percepção de alguém também não é recomendável – uma mesma nota pode parecer ylang-ylang para uma pessoa e banana para outra, e isso acontece até entre experts. É chato pedir para alguém trazer um perfume do exterior? Depende do nível de intimidade, mas geralmente ok se for de um a três frascos fáceis de encontrar – nem todo mundo é antenado como você e pode se perder em pequenos detalhes como versões EDT ou EDP. No fundo, tudo se resume em pensar no próximo, sem necessariamente prejudicar a sua experiência.

Christmas GiftComo escolher um perfume para dar de presente. Dois mil anos atrás, o menino Jesus foi presenteado com incenso e mirra – os únicos dois perfumes disponíveis na época. Desde então as opções proliferaram exponencialmente, somando mais de 70 mil perfumes catalogados. O perfume é uma ótima ideia para presente, mas requer um pouco de reflexão. Em primeiro lugar, não se deve ter a ambição de encontrar a fragrância assinatura do presenteado – essa é uma tarefa para ele próprio e que pode levar uma vida. Esqueça perfumes “pontudos”, ou seja, aqueles que foram concebidos para causar com suas exageradas notas pungentes, lactônicas ou animálicas. Exemplos: Joop Homme, Dreamer (Versace), Antaeus (Chanel), Womanity (Thierry Mugler), Eden (Cacharel) e Jungle (Kenzo). Suas chances de acertar cairiam para uns 10%. Evite os perfumes listados como best-sellers da loja, pois são os mais batidos e correm o risco de serem repetidos. Desenhe mentalmente o perfil do presenteado. Se ele ou ela for hedonista (gostar de curtir a vida), aposte nos orientais ou doces. Se ele ou ela for prático (fizer o que tem de ser feito), aposte nos amadeirados frescos ou chipres. Se for uma mulher sensível (introvertida e delicada), aposte nos florais frescos. Finalmente, se for uma mulher diva (que adora chamar atenção), aposte nos florais intensos. Agora é só torcer para que o vendedor seja paciente e conheça bem o portfólio da loja. Caso contrário, parta para outra.

FlankerNamesComo entender um flanker. No começo os flankers eram bem INTUITIVOS e se resumiam a “l’eau/cologne”, “légère/light”, “extrême/intense”, “été/summer”, “acqua” e “sport”. Sabíamos o que estávamos comprando. Depois vieram as cores e suas ABSTRAÇÕES: “bleu/blue” (aromáticos), “blanc/white” (cítricos), “rouge/red” (especiados), “noir/black” (amadeirados), “rose/pink” (florais), “vert/green” (herbáceos), “platinum/silver” (metálicos) e “or/gold” (ambarados). O marketing visual dos anos 90 nos ajudou bastante. À medida em que fomos conhecendo melhor a perfumaria, surgiu a onda dos flankers FIGURATIVOS como “cuir/leather” (couro), “ambré/amber” (âmbar), “boisé/wood” (madeiras), “fleur/bloom/pétale/blossom” (flores) e “chérie/délice/delight” (frutas), ou alguma nota em particular. O quarto movimento dos flankers ficou por conta das OCASIÕES: “fraîche/sheer/pure/essence/crystal/éclat/shine” (para o lazer ou dia a dia), “soir/nuit/night/minuit/midnight/ultimate/absolute” (para um encontro ou uma balada), “sensuel/desire/sexy/passion/forbidden/hot/deep/elixir” (para uma situação quente) e “tendre/sublime/intimate/nude/secret/body/moment” (para um momento íntimo). Esse já demandou mais raciocínio e conhecimento de inglês e francês. Finalmente, passamos a ser bombardeados pelas propagandas ASPIRACIONAIS, incentivando-nos a adotar um papel ou uma personagem: “mademoiselle/miss” (jovem e independente), “privé/vip/club” (boêmio e hedonista), “energy/shock/heat/ice” (esportista e dinâmico), “première/first” (iniciante e sensível), “couture/lace/chic/dress” (fashionista e sofisticado) e “croisière/voyageur/sailing/tour” (viajante e conhecedor).

Próximo: Notas Olfativas

15 pensamentos sobre “Tutoriais (Como Fazer)

  1. Amei seu tutorial, aprendi mto, gostei da linguagem que vc usou simples,pura, ao alcance de tdos p/ um melhor entendimento, enfim vc esta de parabéns!!! Já compartilhei no Face ok?

  2. Você acha que é razoável fazer Layering de Bois des iles + Coromandel da Chanel; ou Sycomore + Coromandel?
    Abçs
    Cézaro

    • Sim, todos são amadeirados (um é sândalo, outro patchouli e outro vetiver). Porém acho mais interessante fazer layering com perfumes de famílias olfativas distintas. Fica mais interessante.

  3. Mestre, este seu tutorial é fabuloso, acredite enquanto eu realizada a leitura tive a nítida sensação de estar numa loja repleta de perfumes. Gratidão, por me ajudar a entender um pouco mais deste universo perfumado, poderoso e mágico. Beijos.

  4. Ótimo post! Muito útil mesmo e sana tantas, tantas dúvidas. Mas eu gostaria de saber mais uma coisa, você fala de no caso o perfume seja EDP seriam 2 borrifadas, EDT 4. Esse número de borrifadas seriam em UM local ou no TOTAL? Por exemplo, tenho um Bleu EDP… eu usaria 2 borrifadas em cada lado da orelha, por exemplo?

  5. Buscava um texto que me fizesse compreender um pouco desse universo que tanto me fascina. Sou uma apaixonada por cheiro, a chamada louca dos perfumes…rs… mas não me pergunte sobre notas, não consigo reconhecê-las. Sei se um perfume é ou não apropriado para esta ou aquela ocasião ou estação. E só. Daí a vontade de me aprofundar mais nesse universo perfumístico. Seu texto e sua linguagem simples me ajudaram muito. Vou seguir várias das suas dicas. Obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s